melo

Em suma, o volante Felipe Melo poderá não entrar em campo na grande final da Libertadores, em Montevidéu, no Uruguai. Decerto, a ausência, se acontecer, tem relação com um jogo no país em 2017, que terminou em confusão generalizada.

Portanto, o jogo contra o Peñarol, na própria Libertadores, terminou em uma grande briga dentro de campo. Na época, Melo trocou socos com alguns jogadores do time adversário. Ao final da partida, a polícia intimou alguns participantes da briga para depor, como jogadores do Peñarol e o próprio Felipe Melo.

Entretanto, a delegação do Palmeiras já havia voltado ao Brasil e desde lá, nunca mais pisou em solo uruguaio. Sabendo deste caso, o departamento jurídico do clube se antecipou a algum problema e contratou um advogado, no Uruguai, para acompanhar o caso de perto.

Decerto, a detenção para esclarecimentos, não impediria o volante de estar no país, e nem de jogar. Por outro lado, como líder do elenco e capitão quando titular, o Palmeiras não quer perder a presença de Melo de nenhuma forma e tenta se proteger para que ele tenha condições de pisar no país vizinho, no dia 27 de novembro, sem correr o risco de ser preso.

Foto destaque: Reprodução/Palmeiras

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!