Conmebol multa Corinthians em 63 mil dólares; entenda

Na última segunda-feira (6), a Comissão Disciplinar da Conmebol divulgou uma série de multas ao Corinthians. As infrações são em relação ao comportamento do clube, da torcida e do auxiliar técnico Filipe Almeida.

Nesse sentido, o Timão terá descontos nos valores de direitos de televisão e/ou premiações. A saber, o valor total das infrações chega a 63 mil dólares, cerca de R$305 mil. Entenda o motivo de cada punição feita ao clube.

Primeiramente, após o técnico Vítor Pereira ser expulso no empate contra o Boca Juniors, o auxiliar Filipe Almeida comandou a equipe contra o Always Ready. Dessa forma, nesse confronto contra o time boliviano, o Timão demorou para retornar dos vestiários no intervalo e infringiu uma regra da Conmebol, o que resultou na multa de 50 mil dólares, cerca de R$242 mil.

Além disso, o clube não respeitou horários estabelecidos para o apito inicial. A saber, a confederação não especificou a partida que houve essa infração. Como punição, o Corinthians recebeu uma multa de mais oito mil dólares, cerca de R$38 mil.

Por fim, mais cinco mil dólares serão debitados dos cofres alvinegros por conta da má conduta da torcida. Sendo assim, os adeptos do Corinthians infringiram dois artigos que fazem referência a objetos proibidos pela confederação dentro dos estádios. A Conmebol não especificou os objetos e os jogos que causaram a punição.

Corinthians pode recorrer

Apesar de sofrer as sanções, a equipe do Parque São Jorge pode recorrer as decisões da confederação. A saber, caso queira recorrer, a equipe alvinegra terá de desembolsar três mil dólares, cerca de R$14 mil na cotação atual. Além disso, o Corinthians tem o prazo de sete dias após a notificação para recorrer.

Foto Destaque: Divulgação/Danilo Fernandes/MeuTimão

Gabriel Vicco
Oi, eu sou o Gabriel Vicco e sou apaixonado por futebol e sempre o tive o sonho de trabalhar com isso. Escolhi o jornalismo por gostar de escrever e me comunicar de várias maneiras. Tenho uma página no Instagram com alguns amigos, o Debate (@debateoficial), onde postamos notícias, análises e coberturas do Brasileirão Feminino. Atualmente, tenho a certeza de que a profissão que mais almejo é o jornalismo esportivo, por isso busco por experiências e pela minha evolução nesse ramo.