Douglas Costa no Grêmio

De olho no mercado, o São Paulo faz sondagem por Douglas Costa. O atacante teve uma passagem ruim pelo Grêmio e, ao que tudo indica, está de saída da equipe gaúcha. Contudo, a diretoria são-paulina enxerga o negócio com muita cautela. Afinal, trata-se de um atleta caro e que não rendeu bons frutos ao Imortal. Portanto, é necessário ter paciência.

O atacante de 31 anos passou a maior parte da carreira na Europa e defendeu alguns gigantes, como Shaktar Donetsk, Bayern de Munique e Juventus. Além disso, defendeu as cores da Seleção Brasileira algumas vezes. Dessa forma, chegou ao Grêmio como uma das melhores contratações do futebol brasileiro. Contudo, fez poucos gols, se envolveu em polêmicos e o clube acabou rebaixado à 2ª divisão.

Leia mais:

São Paulo analisa a situação de Douglas Costa

A princípio, Douglas Costa tem contrato com o Grêmio até junho, que coincide com o término do vínculo com a Juventus. Entretanto, cláusulas prevém que, caso os italianos não renovem, os gaúchos renovariam com o atleta até 2023. Por isso, o São Paulo precisa traçar estratégias eficientes se quiser contratar o atacante.

Decerto, o maior entrave da negociação é o alto salário de Douglas Costa. O atacante recebe cerca de R$1 milhão ao mês. Dessa forma, o São Paulo teria que convence-lo a reduzir os valores, o que não deve ser fácil. Além disso, o nome do jogador não é unanimidade entre torcida e dirigentes. Por isso, esse deve ser ser o início de uma novela que pode durar algumas semanas

O São Paulo quer contar com Douglas Costa, mas segue atento a outros nomes no mercado. Assim, nomes como Marlos, Ronald, Romarinho e Rodinei estão sendo sondados. Entretanto, não há nada muito próximo de se concretizar.

Foto Destaque: Divulgação/Grêmio

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.