Ceni critica postura do São Paulo em campo

Neste domingo (7), Rogério Ceni não escondeu a insatisfação com o desempenho do São Paulo. O time foi derrotado pelo Bahia, por 1 x 0. Contudo, o problema não foi apenas o placar e sim o fato da equipe ter feito uma partida ruim. Assim, o Tricolor Paulista se distanciou da Libertadores. Então, o comandante são-paulino reconheceu o má atuação do grupo no último confronto.

“Estamos tentando fazer o melhor para o São Paulo e, consequentemente, tirar o melhor do atleta. Acho que num todo jogamos abaixo dos últimos jogos. Contra o Bragantino perdemos e jogamos bem. Hoje perdemos e não conseguimos ter a mesma intensidade dos últimos quatro jogos”, disse Rogério Ceni.

O São Paulo iniciou o jogo com bastante intensidade e até ofereceu riscos ao Bahia. Entretanto, caiu de rendimento muito rápido. A equipe tinha dificuldades para atacar e os meias estavam pouco criativos. Contudo, parte da torcida ficou irritada com Ceni. Afinal, mesmo perdendo a partida, o treinador não abriu mão dos três zagueiros. Claro, o técnico explicou o motivo dessa insistência.

“Eu não tinha o Calleri ainda, está voltando de lesão, deve começar jogando a próxima partida, mas para esse jogo optamos pelo Luciano e Rigoni sabendo que eles estavam pendurados. O time se mostrou consistente com três zagueiros. Além disso, tinha três atacantes não tinham condições físicas para suportar os 90 minutos”, afirmou o treinador

Provavelmente, os próximos duelos devem ser sem os três zagueiros. Afinal, Arboleda foi convocado e será desfalque. Assim, Calleri deve receber chance como titular novamente. Além disso, Rodrigo Nestor pode compor o meio de campo. Então, Rogério Ceni deve mudar a formação tática do São Paulo.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.