Ceará não tem estádio para iniciar temporada 2022. Entenda:

Na terça-feira (14), em entrevista coletiva, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, relevou que a Arena Castelão irá passar por reformas. Assim, a reforma que terá início do ano que vem, tem como objetivo revitalizar partes da estrutura da Arena e alteração completa do gramado.

2º PIOR GRAMADO DO PAÍS: CEARÁ FOI O QUE MAIS JOGOU

Em primeiro lugar, o gramado da Arena Castelão já é alvo de críticas há cerca de dois anos. Decerto, antes mesmo da parada do futebol em decorrência da pandemia de Covid-19. Em segundo lugar, o estádio já apresentou problemas sérios de drenagem em jogos após chuvas intensas, mas, o principal, é a má qualidade do gramado.

Por fim, a situação do campo já rendeu momentos inusitados como, a do goleiro Felipe Alves, do Fortaleza arrancando uma grande quantidade da grama com as mãos e a de jogadores como o meia Vina, do próprio Ceará,  mobilizando vários jogadores em uma campanha nas redes sociais. O objetivo era chamar a atenção do governador do Ceará, Camilo Santana.

No programa Esporte Espetacular, da TV Globo, domingo (12), foi exibida uma reportagem com votação de representantes dos clubes da série A para eleger o pior gramado do Brasileirão. Em suma, o Maracanã foi eleito como pior gramado e logo atrás o Castelão.

PV AINDA EM REFORMA

Assim, a capital sempre contou com um estádio alternativo em momentos de obra do Castelão. O histórico Estádio Presidente Vargas que completou 80 anos em setembro, também está indisponível para receber partidas e só tem previsão de entrega em Abril. Com isso, a Federação Cearense de Futebol – FCF – emitiu seu posicionamento. Assim, o pedido da entidade, é de que ocorra apenas reformas paliativas para melhorar a qualidade do gramado, e não uma reforma completa. Dessa forma, a reforma completa ficaria para o fim de 2022 – com o PV já 100% entregue, o problema não se repetiria em 2023.

 

Foto Destaque: Carvalho Marques/Arena Castelão

Victor Bezerra
Desde o início da adolescência já era apaixonado pelo jornalismo. Até porque não é todo jovem que acorda cedo só pra assistir telejornal né? Minha primeira experiência na área está sendo aqui no Futebol na Veia e eu estou achando um momento ímpar. Senso crítico e justiça; curiosidade e vontade de falar com certeza definem o "Victor Hugo".