Botafogo e John Textor falam sobre arbitragem após jogo contra o Inter

Antes de mais nada, aconteceu um jogo épico entre Botafogo x Internacional no último domingo (19), no Beira Rio. Já que a equipe carioca, mesmo com um homem a menos desde os seis minutos do 1º tempo, conseguiu a vitória no último lance. Contudo, quem roubou a atenção de forma negativa foi a arbitragem. Principalmente, devido a expulsão do zagueiro Phillipe Sampaio, que segundo especialistas, foi incorreta. E tanto a equipe do Botafogo, quanto seu acionista majoritário, John Textor, falaram sobre os fatos ocorridos.

“Inacreditável, vergonhosa e absurda a atuação da arbitragem no Beira-Rio. Tornou a competitividade do jogo desleal com apenas 3 minutos. Pior: com auxílio de imagens. Isto não é futebol. É escandaloso e caso de investigação. Apenas não deixamos o campo pois o Botafogo respeita as regras do jogo. Exigimos, no entanto, o mesmo respeito de quem diz zelar pelas regras. Temos um time honrado que, apesar de tudo, foi valente e buscou o resultado” – publicou o Botafogo em uma rede social após a partida.

“Vergonhoso… Temos que limpar o futebol brasileiro. Savio Pereira Sampaio (arbitro da partida), você deveria se demitir pelo bem do nosso jogo”, escreveu Textor na mesma rede social ao fim do 1º tempo.

“Como pode qualquer um que se importe com o futebol brasileiro pode estar feliz com essa partida. Ambos os times e os torcedores merecem algo melhor do que um jogo destruído” – completou Textor.

Vale lembrar também que o próprio zagueiro Phillipe Sampaio, expulso no lance mais polemico da partida, publicou em outra rede social sobre o ocorrido. “Vergonha, covardia”, escreveu o zagueiro.

Botafogo cobra punição

Por fim, a equipe carioca já fala em punição para Savio Pereira Sampaio e Rafael Traci (responsável pelo arbitro de vídeo). Inclusive, Rafael estava escalado para comandar o VAR no clássico desta segunda-feira (20) entre São Paulo x Palmeiras. Contudo, a CBF optou por retirar o arbitro da partida, por considerar que ele esta “em avaliação”.

Foto Destaque: Reprodução/Premiere

João Victor Freire
Jornalista em formação pela Universidade Veiga de Almeida (RJ). Apaixonado pela profissão e por esportes, principalmente Automobilismo e Futebol. Porém, não dispenso nenhum esporte sequer. No que precisar de mim, eu estarei lá.

Deixe um comentário