Barrabravas são detidos depois de ameaças contra atletas do Colón (Foto destaque: divulgação Club Atlético Colón

Antes de mais nada, a polícia deteve cinco Barrabravas próximo ao estádio do Colón. E não é para menos. A saber, o líder dos Barras, Nano Leiva, e mais quatro torcedores extorquiram jogadores e comissão técnica do clube. Assim, o fato aconteceu na última partida ante o Gimnasia La Plata. Além disso, um dos torcedores é menor de idade e, na última terça-feira (10), esteve no CT para intimidar os atletas.

Denúncias levaram os policiais até o local onde os Barrabravas se encontravam em meio a ameaças contra os jogadores

Os agentes levaram os cinco torcedores à 15ª Sub-Delegacia de Polícia. Contudo, não foi possível contato com o Procurador plantonista. Depois de quase duas horas, o Defensor de plantão determinou que os cinco Barrabravas fossem liberados, uma vez que os ânimos já estavam mais serenos.

A polícia está tomando providências para evitar novos incidentes. Nos dias a seguir, haverá reforço policial no local a fim de garantir a ordem. Por fim, caberá ao Ministério Público fazer a investigação para apurar se as ações de Nano Leiva e sua turma configuram associação ilícita ou organização criminosa.

Foto destaque: Divulgação/Club Atlético Colón

Patrícia da Fonseca