O treinador Ariel Holan, do Santos, deu sua primeira entrevista exclusiva após assumir o comando do Santos para a ESPN da Argentina. Assim, o técnico comentou os problemas que a diretoria do Santos tenta resolver, a redução no elenco e se inspira nos ídolos do clube. 

ARIEL HOLAN COMENTA SOBRE PROBLEMAS DA DIRETORIA

Antes de mais nada, desde o ano passado o Santos não pode contratar jogadores. Dessa forma, nos últimos meses muitos jovens do Peixe ganharam oportunidade de integrar o profissional. No entanto, com Ariel Holan, os Meninos da Vila ganham minutos em campo e mais experiência. Dessa forma, o treinador comentou sobre os problemas que a diretoria está tentando resolver, e a chance para os garotos:

“A realidade é essa. A Diretoria está focada em resolver problemas financeiros. Não podemos contratar no momento até resolvermos o tema de Soteldo, então damos rodagem aos juvenis. E é um trabalho muito interessante, ainda mais com juvenis de tanto futuro”.

Além disso, Ariel Holan comentou os problemas que a covid-19 vem trazendo referente a formação do elenco. Assim, o Santos teve que sair da Baixada Santista e ir para Atibaia. Dessa forma, reduziu o número de atletas que foram para os treinamentos.

“São muitos jogos e temos um elenco jovem, sem muitos atletas. Começamos o trabalho com 40. Mais de 25 têm menos de 19 anos. Vimos a todos, conhecemos e agora com a covid-19 diminuímos o número. Viajamos com apenas 28. Sem as restrições, poderemos somar os outros jovens”.

ÍDOLOS DA VIDA

Em suma, o treinador do Santos comentou a emoção e motivação que traz chegar todos os dias no CT e ver grandes ídolos do clube marcados no muro.

“Vejo os muros do Santos com tantas estrelas… É muito motivador e mobilizador. Uma experiência extraordinária e estou desfrutando muito”.

Assim, mais notícias do Santos:

Foto Destaque: Divulgação/Santos

Avatar
Alef Sousa
Sempre fui apaixonado por esportes, especialmente futebol. E vi através do jornalismo uma oportunidade de estar trabalhando com a minha Paixão. Estou no 3º Semestre da faculdade de Jornalismo. Meu grande Objetivo é torna-me repórter de campo e cobrir grandes competições. Sou um cara, extrovertido, animado, comunicativo e cheio de vontade de aprender.

Deixe uma resposta