Arbitragem do Choque-Rei sofre alterações

A entidade da CBF decidiu fazer mudanças de última hora no quadro de arbitragem no jogo entre São Paulo x Palmeiras. O Choque-Rei será realizado hoje (20) às 20h, no estádio do Morumbi, pela 13ª rodada do Brasileirão 2022.

Antes de mais nada, os árbitros Rafael Traci (foto destaque) e Helton Nunes (ambos de SC) trabalhariam no VAR do clássico. Porém, ambos foram cortados. Isso porque os dois recomendaram o árbitro Sávio Pereira Sampaio a revisar um pênalti polêmico a favor do Inter no jogo entre Internacional x Botafogo.

Dessa forma, Edenílson, que nada tinha a ver com a história, acabou convertendo a penalidade marcada, abrindo o placar a favor do colorado logo no começo do jogo. Ainda assim, de nada adiantou, já que o Botafogo conseguiu virar um jogo eletrizante no final. Os botafoguenses venceram por 3×2, em pleno Beira-Rio.

Ainda assim, os responsáveis do VAR agora estão “sob avaliação” da confederação por seus desempenhos técnicos por conta desse lance, segundo a ESPN.

Quais serão os substitutos do VAR para o Choque-Rei?

Antecipadamente, a CBF emitiu uma nota, anunciando os novos árbitros que comandarão o VAR no Choque-Rei. O novo Var da partida será Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral. O AVAR do jogo (assistente do VAR) será Vitor Carmona Metestaine. Ambos são árbitros da FPF (Federação Paulista de Futebol).

”A alteração se dá em razão dos árbitros designados anteriormente, Rafael Traci e Helton Nunes, estarem sob avaliação do seu desempenho técnico. Como existe tempo hábil para nova designação, o VAR substituto será Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral e o AVAR será Vitor Carmona Metestaine', diz a nota oficial publicada pela CBF.

Por outro lado, Anderson Daronco (RS) , Rafael da Silva Alves (RS) , Michael Stanislau (RS) e Ilbert Estevam da Silva seguem escalados. Eles serão árbitro, assistentes e 4º árbitro da partida, respectivamente.

Foto Destaque: Marlon Costa/Pernambuco Press

Guilherme Dias
Paulistano de 18 (com cara de 15) anos, vivendo em Mogi Mirim, estudante de jornalismo desde 2021 e também apaixonado pelos esportes. Principalmente pelo futebol, como (quase) todo brasileiro é.

Deixe um comentário