Nesta quarta-feira (28), o São Paulo venceu o Vasco por 2 x 0, pelo jogo de ida da Copa do Brasil. Assim, um dos destaques foi Pablo, que conseguiu marcar um gol depois de 50 dias. Então, o jogador foi escalado para a coletiva de imprensa pós jogo.

A princípio, Pablo desperdiçou dois gols na etapa inicial. Aliás, o camisa nove optou por tentar um passe ao invés de chutar no gol. Porém, no 2° tempo, acertou um belo cabeceio para ampliar o placar. Inclusive, é o artilheiro da equipe na temporada com dez gols. Mas, constantemente, é criticado pela torcida nas redes sociais, sendo alvo de memes.

Portanto, na entrevista coletiva, o atacante expôs a sua opinião. Assim, deixou claro que não se importa com os protestos da torcida e com as duras críticas.

“Eu tenho muito claro que ninguém me define, quem me define sou eu mesmo, tenho isso claro. De verdade, não me importo se criticam ou se elogiam. Vou sempre dar meu melhor, dar meu máximo. Se vou conseguir ou não, é outra história. Mas vou sempre me dedicar, dar o meu máximo. É assim que penso e levo a minha vida.”, disse Pablo.

Pablo chegou no São Paulo em 2019. Porém, o atacante nunca conseguiu se firmar entre os titulares. No começo, teve muitos problemas com lesões que o atrapalharam. Por outro lado, na temporada passada, perdeu posição para Brenner, que teve uma temporada iluminada. Agora, vê a titularidade cada vez mais distantes. Ainda mais quando o Tricolor se aproxima da contratação de Benedetto.

No entanto, o jogador ainda pode ter mais uma oportunidade no final de semana. Afinal, o São Paulo vai enfrentar o Palmeiras, no próximo sábado (31), às 19h (horário de Brasília), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.