Nesta segunda-feira (20), o presidente do Santos, Andres Rueda, convocou uma entrevista coletiva. De antemão, a pauta do dirigente foi em relação a tentativa de suborno de um funcionário do Peixe a uma jogadora do RB Bragantino. A saber, Santos e Massa Bruta se enfrentam no último domingo (19), pela 13ª rodada do Brasileirão Feminino A1.

Andres Rueda denuncia tentativa de manipulação de resultado

Conforme publicado pelo Futebol na Veia, o jogo terminou empatado em 1 x 1. De acordo com Rueda, a jogadora supostamente procurada acionou o diretor executivo do Bragantino, Thiago Scuro, e relatou o caso.

“A gente teve um fato lamentável comprovadamente nesse fim de semana que talvez seja a cabeça de um iceberg do que está acontecendo no nosso futebol. Um funcionário do nosso clube, do futebol feminino, utilizando-se de um intermediário do Bragantino, tentou subornar uma jogadora do Bragantino para arranjar um resultado elástico já no primeiro tempo do jogo para efeito de apostas “, disse o presidente.

Andres Rueda promete providências

De acordo com Rueda, a alegação era de que o Bragantino já estava rebaixado. Então, a jogadora – que não teve nome divulgado – recusou a proposta e comunicou a diretoria do Massa Bruta. Inclusive, a atleta apresentou provas materiais e prints de conversas. Inicialmente, a demissão por justa causa de todos os envolvidos. Além disso, o clube oficiou a CBF, juntamente com as provas e, ainda, acionará o Ministério Público.

Teria uma possível participação da arbitragem?

Ademais, o dirigente santista levantou uma dúvida sobre uma cena que, segundo ele, precisa ser investigada. Antes da bola rolar, um funcionário do clube teria entregue um envelope para a quarta árbitra. Contudo, não há informações se é o acusado e o que teria dentro do envelope.

“Tem uma passagem inclusive do início do jogo, um negócio no mínimo esquisito, um funcionário dando supostamente um envelope para a quarta árbitra na frente da juíza, que tem de ser investigado. Avisamos a CBF. Não ficaremos contentes enquanto não apurarmos toda a podridão”, afirmou.

Thaynara Bernardo
Apaixonada por futebol desde os 10 anos, encontrei no jornalismo uma forma de me conectar com essa grande paixão. Na faculdade, desenvolvi trabalhos que me tornaram uma profissional versátil, com fácil adaptação e que adora novos desafios. Espero que um dia eu consiga o meu lugar no jornalismo esportivo!

Deixe um comentário