Léo faz boa partida contra o Inter

Neste domingo (31), na vitória sobre o Internacional, o São Paulo voltou a usar três zagueiros. Assim, o time comandado por Rogério Ceni lembrou muito as escalações de Hernán Crespo. Sabe-se que o treinador atual ainda não definiu os seus titulares, porém está fazendo muitos testes. Dessa forma, o ídolo são-paulino foi questionado na coletiva de imprensa e sanou as dúvidas.

A princípio, Crespo utilizou durante quase toda sua passagem o esquema de três zagueiros no São Paulo. Contudo, com o passar da temporada, esse esquema tático começou a falhar. Assim, o argentino foi demitido e deu lugar a Ceni. Portanto, o novo treinador decidiu usar apenas quatro defensores. Todavia, no duelo contra o Inter, Rogério decidiu mudar e escalou Arboleda, Miranda e Léo para jogarem juntos.

Em suma, Rogério Ceni recebeu uma pergunta sobre essa alteração para este duelo. Inclusive, foi uma surpresa para maioria da torcida são-paulina. Assim, o treinador deixou claro a todos o motivo da mudança.

“Primeiro é que o Léo vem treinando muito bem, me corta o coração deixá-lo fora. Segundo é que eu não tenho o Calleri na frente, então obviamente eu tenho que jogar com o Rigoni, que não tem bola área. O Inter é uma equipe forte na bola área, apesar da ausência do (Rodrigo) Dourado, que é um bom cabeceador. Então eu precisava levantar um pouco a altura do time”, disse Rogério Ceni.

“Nós já sofremos gol contra o Bragantino na bola parada. Com a ausência do Calleri eu  precisava de algum jogador na bola área, e o Léo era a melhor opção que nós tínhamos”, completou.

Para o próximo jogo, Calleri deve voltar e fica a expectativa para saber o que Rogério Ceni fará. A partida ocorre domingo (7), às 18h15 (horário de Brasília), pelo Brasileirão.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.