Zé Rafael

Nesta terça-feira (16), a Coluna Parabéns ao Craque homenageia  José Rafael Vivian, mais conhecido como Zé Rafael. O jogador, que atualmente veste a camisa do Alviverde Imponente, está completando 27 anos de idade. Zé foi um dos principais destaques do Campeonato Brasileiro nos últimos anos, principalmente quando defendia as cores do Bahia. O meia polivalente atua em várias posições do meio-campo.

https://twitter.com/avantipalmeiras/status/1272891685895204864?s=19

ACOSTUMADO COM O VERDE E BRANCO

Zé Rafael surgiu como uma das promessas do futebol paranaense quando atuava pelo Coritiba, clube formador do atleta. O meia subiu para o profissional do Coxa em 2012, após passar três anos nas categorias de base. Na ocasião, ele tinha apenas 19 anos e ficou vinculado com o time durante sete temporadas. Entretanto, o mesmo foi emprestado duas vezes pela equipe.

Em 2014, Zé vestiu a camisa do Novo Hamburgo, do Rio Grande do Sul, aonde atuou em 10 jogos e marcou três gols. A sua estrela brilhou mesmo no segundo empréstimo, quando foi ao Londrina, em 2015. Dessa forma, pelo Tubarão, o jovem jogador fez 58 partidas, balançou a rede 10 vezes e foi o principal destaque da Série B do Brasileirão de 2016. Quando seu empréstimo se encerrou, o Glorioso vendeu o passe de sua promessa ao Bahia.

https://www.instagram.com/p/BcQut9mlZy0/

DA DESPONTADA ATÉ O PALMEIRAS

Chegando no Tricolor de Aço em 2017, sua partida de estreia foi contra o Wolfsburg, da Alemanha. Zé já chegou tomando conta do meio-campo e vinha conquistando a torcida nordestina. Seu principal destaque foi na sua forma de decidir jogos. Tais decisões que levou o Tricolor a títulos como Copa do Nordeste de 2017 e Campeonato Baiano de 2018.

No Bahia, o meia despontou de vez no futebol brasileiro, chamando a atenção de grandes clubes. Dessa forma, o Palmeiras saiu na frente para adquirir o passe de Rafael, que foi negociado no dia 29 de novembro de 2018. Nesse ínterim, o valor da transação girou em torno de R $14,5 milhões. Assim, se tornou a maior venda já realizada pelo Tricolor Baiano.

Foto destaque: Divulgação/Cesar Greco/Palmeiras

Avatar
Vinicius Tomei
Palmeirense do sangue verde, o Jornalismo surgiu ao acaso na minha vida e nele eu vi a oportunidade de falar do meu tão amado futebol, já que a vida de jogador não deu certo... "Quem sabe faz, quem não sabe fala".

Artigos Relacionados