Retrô vence Vitória-PE pelo Campeonato Pernambucano (Foto: Divulgação/Retrô)

Neste domingo (2), Vitória-PE x Retrô entraram em campo em jogo válido pela 9ª rodada do Campeonato Pernambucano 2021. Assim, na Arena de Pernambuco, a Fênix vem uma partida segura e com imposição construindo com facilidade a vitória por 3 x 0. No entanto, insuficiente para garantir a vaga na fase final, já que o Vera Cruz empatou diante do Sete de Setembro e frustrou o objetivo dos camaragibenses. Dessa forma, a equipe vai disputar o quadrangular do rebaixamento ao lado dos rivais vitorienses.

Assista aos melhores momentos de Vitória-PE x Retrô

1º tempo: Domínio e Fênix na frente

Inicialmente, precisando da vitória e torcendo por uma derrota do Vera Cruz para se classificar, o Retrô tomou a iniciativa do confronto. Assim, aos 12′, após escanteio de Janderson, Gelson ganhou por cima e a bola entrou mansa no fundo do gol. Logo, com a vantagem, a Fênix seguiu dominando a partida e buscando mais gols par assegurar o resultado.

2º tempo: Consolidação da vitória, mas sem a vaga na fase final

Na volta do intervalo, o Retrô não diminuiu o ritmo e se impôs no campo de ataque. Assim, aos 18′, Diego subiu mais alto que a marcação do Vitória-PE e ampliou o marcador para a equipe de Camaragibe na Arena de Pernambuco. Em seguida, aos 41′, Thiaguinho recebeu na frente, invadiu a área e anotou o terceiro com facilidade, decretando o triunfo visitante.

Vitória-PE x Retrô – E agora?

Dessa forma, apesar do resultado positivo, o Retrô não conseguiu a classificação à fase final do Campeonato Pernambucano. Isso porque, com o empate entre Sete de Setembro x Vera Cruz, a Fênix terminou a primeira fase na 7ª posição, com 10 pontos. Já o Vitória-PE terminou a campanha na lanterna da fase. Logo, ambas as equipes vão disputar o quadrangular do rebaixamento.

Foto Destaque: Reprodução/Retrô

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Deixe uma resposta