Treze perde para Campinense e fica em posição ainda mais difícil no Paraibano

A quinta rodada do Campeonato Paraibano, que aconteceu neste domingo (10), para Treze e Campinense foi de muitas emoções, como todo bom clássico tem de ser. A Raposa encontrou logo no início do primeiro tempo a oportunidade de abrir o placar e, mesmo jogando o segundo tempo quase completo com um jogador a menos, conseguiu manter o placar e vencer seu principal rival por 1 x 0. Minutos antes da bola rolar, foi feito um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do incêndio no “Ninho do Urubu”. As duas torcidas se fizeram presentes e o estádio Amigão foi tomado por muita rivalidade durante todo o jogo.

1º Tempo

Assim que o jogo começou, a Raposa se mostrou mais imponente em campo e começou a criar jogadas para intimidar o adversário. Aos 14’, o atacante rubro-negro Warlei recebeu um passe na área do Galo, dominou a bola e lançou na rede do goleiro Mauro Iguatu, abrindo o placar para o visitante. Aos 25’, Neilson cometeu uma falta em cima de Juninho e o jogador rubro-negro foi o primeiro advertido da partida com o cartão amarelo.

Em 33’, o treinador alvinegro Marcinho fez as duas primeiras mudanças da partida, substituindo os meias Jean Natal e Patrick Calmon pelos atacantes Teco e Saldanha. Sem mais lances importantes, assim acabou os primeiros 45’.

https://www.instagram.com/p/Btt2PQVHnr6/

2º Tempo

No intervalo, o treinador rubro-negro Francisco Diá fez a primeira substituição da Raposa, saindo o atacante Alisson Xabala, que estreou no Campeonato Paraibano nessa partida depois de lesão na pré-temporada, e substituindo pelo lateral-esquerdo Vitor Maranhão. Essa seria a oportunidade do Campinense investir no contra-ataque, já que o Treze precisava atacar na tentativa de empatar.

Aos oito, o zagueiro galista Victor torceu o tornozelo quando chocou com um jogador do Rubro-negro, na tentativa de neutralizar uma jogada adversária, e foi substituído por Thales, sendo essa a última alteração do mandante. Aos 14’, o atacante da Raposa Lopeu deu uma cotovelada em Juninho e foi expulso da partida. Aos 44’,  Diá fez a segunda e última substituição do time, saindo o zagueiro Jean e entrando Henrique Mattos.

Mesmo com um jogador a menos no seu arquirrival e +5’ de acréscimo dado pelo juiz, o time da casa não conseguiu empatar a partida e ficou numa posição bem delicada no Campeonato Paraibano. Foi assim que terminou o primeiro Clássico dos Maiorais do ano: Treze 0 x 1 Campinense.

https://www.instagram.com/p/Bttlon6hYL2/

E agora?

Todos os jogos da quinta rodada do Campeonato Paraibano aconteceram ontem e a tabela já foi completamente atualizada. Os líderes dos grupos A e B são Botafogo e Campinense, respectivamente. O Treze ficou em uma posição difícil, porque é o quarto colocado de cinco times no grupo A.

A partir de quarta-feira inicia a sexta rodada com os jogos de volta e o Galo precisa ir para cima dos seus adversários, na tentativa de conseguir sair da zona da morte. A Raposa, por sua vez, precisa ter cuidado com o segundo colocado do grupo B, o Atlético de Cajazeiras, que está colado nele com apenas um ponto de diferença. O mandante da partida tem seis pontos, duas vitórias, três derrotas e 40% de aproveitamento, enquanto seu rival tem 10 pontos, três vitórias, um empate, uma derrota e  66,6% de rendimento.

Melhores Momentos

Anny Medeiros
Sou Anny Medeiros, 25 anos, natural de Campina Grande-PB. Estudante de jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), amante do jornalismo esportivo.

Artigos Relacionados