Torcida organizada, um bem ou um mal?

Já não é de hoje que a discussão está na mesa dos bares espalhados pelo país. Afinal, será que a torcida organizada prejudica o futebol brasileiro? Tendo em vista os prós e contras, vou descrever abaixo os principais argumentos usados para defender a tese de quem opina sobre o assunto. Lendo-as o leitor poderá tirar sua conclusão.

Sem as organizadas o futebol terá paz:

A violência está presente em qualquer canto da sociedade. Porém, no futebol, cujo a prática deveria ser para o entretenimento, não há um ambiente  estável. Muitos torcedores de organizadas combinam com outros rivais para arrumarem confusão antes dos jogos dos seus respectivos times. No dia 03 de abril de 2016, torcedores da Mancha Alviverde e Gaviões da Fiel brigaram antes do derby paulista, na estação de trem São Miguel Paulista. Uma pessoa que,não tinha nada a ver com o atrito, morreu com um projétil atingido no coração.

As torcidas organizadas ajudam o time nas fases ruins:

De fato é. O torcedor comum acaba perdendo o interesse de ir ao estádio quando sua equipe está vivenciando um momento desfavorável.  Já os aficionados pertencentes a organizadas, têm o dever de comparecer nos jogos seja qual for a fase, ou seja, apoia o time a qualquer momento.

Invadem centro de treinamentos:

Há alguns dias, alguns integrantes da Independente (torcida organizada do São Paulo Futebol Clube), invadiu o CT do clube para cobrar os jogadores. Atualmente o clube tricolor vive um momento complicado. Com a saída de jogadores pontuais após a eliminação da libertadores, o time ainda não conseguiu engrenar no Campeonato Brasileiro. Essas atitudes não cabíveis para os dias atuais, não ajudam em nada no rendimento na equipe, inclusive pode piorar.

Acompanham a qualquer lugar:

A torcida organizada acompanha o seu clube em qualquer canto do país. Podemos acreditar nessa afirmação vendo os jogos do campeonato brasileiro. De norte a sul, independente da fase, estão lá para apoiar os seus times. O torcedor comum muitas vezes não tem dinheiro para bancar todas essas viagens, ou simplesmente não se interessa.

Há dois argumentos à favor e dois contra. Esses são os mais usados naquela resenha de domingo à tarde quando o assunto é a polêmica torcida organizada.

Sergio Vitor

Sobre Sergio Vitor

Sergio Vitor já escreveu 151 posts nesse site..

Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

BetWarrior


Poliesportiva


Sergio Vitor
Sergio Vitor
Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

    Artigos Relacionados

    Topo