O Boca Juniors ainda é o líder isolado, porém já não tem mais aquela folga na pontuação. O San Lorenzo e o Unión de Santa Fé estão na cola e podem alcançar o Xeneize. A 11ª rodada da Superliga Argentina começa nesta sexta-feira (01/12/17) e termina na segunda-feira. Vale lembrar que o jogo entre o San Lorenzo e o Tucúman, da 12ª rodada, foi adiantado para esta quinta-feira, pois o Tucúman fará a decisão da Copa Argentina contra o River Plate no dia 09 de dezembro.

Sexta-feira (01/12/17)

Unión de Santa Fé x Belgrano (Estádio 15 de abril, 18H, horário de Brasília)

O Unión de Santa Fé vem fazendo um bom campeonato, mantendo-se na parte de cima da tabela desde o início da Superliga. Em terceiro lugar, com 21 pontos, os tatengues querem chegar no Boca Juniors, que tem 24 pontos. Para isso, precisam vencer o Belgrano, que está em nono lugar, com 16 pontos. O jogo não será fácil, porque os visitantes têm a chance de ultrapassar o arquirrival cordobenho Talleres e ainda ficar perto da zona de classificação para a Libertadores.

Defensa y Justicia x Godoy Cruz (Estádio Noberto Tito Tomaghello, 20h15, horário de Brasília)

Confronto direto: embalado com três vitórias consecutivas, o Defensa y Justicia é o 11º colocado, com 15 pontos, o último time da zona de classificação para a Sul-Americana. Se o Defensa vencer o Godoy Cruz, passa o rival que é o oitavo colocado, com 17 pontos, e encostaria entre os cinco primeiros. Já os visitantes estão a três jogos invictos, com duas vitórias e um empate, e querem manter o sonho de competirem de novo na Libertadores em 2018. O Godoy Cruz tem um jogo a menos por conta da partida adiada contra o Lanús, na rodada anterior.

Huracán x Patronato (Estádio El Palacio, 22h30, horário de Brasília)

Um dos clubes tradicionais da Argentina, o Huracán recebe o Patronato e pretende engatar o sétimo triunfo na Superliga. “El Globo”, que é pentacampeão argentino, está na quarta colocação, com 20 pontos, e pode ficar a um ponto do Boca se vencer a partida. Numa situação completamente oposta, o Patronato é o 20º colocado, com 11 pontos, e está com o sinal alerta ligado. A equipe rubro-negra é a primeira fora da zona de rebaixamento, que segue os critérios do promedio (média de pontos das últimas quatro temporadas).

Sábado (02/12/17)

Argentino Juniors x Temperley (Estádio Diego Armando Maradona, 18h, horário de Brasília)

O Argentino Juniors tenta se reencontrar na Superliga. O Bicho Colorado vem de três derrotas consecutivas. Diante de sua torcida, o time que revelou Maradona pega o modesto Temperley, que figura na parte de baixo da tabela e briga para não cair. Argentino Juniors está na 15ª posição, com 13 pontos. Já o Temperley é o 25º colocado, com oito pontos.

Olimpo x Chacharita (Estádio Roberto Natalio Carminatti, 18h, horário de Brasília)

Duelo dos desesperados: Olimpo e Chacharita estão na 27ª e 26ª posição, respectivamente, ambos com seis pontos. A situação no promedio não está nada fácil, principalmente para o Chacharita, que é o pior time na tabela de descenso, com a média de 0,600 pontos. Já o Olimpo tem 1.081 e hoje também estaria rebaixado.

Independiente x Rosario Central (Estádio Libertadores da América, 20h15, horário de Brasília)

O foco total do Independiente é a Sul-Americana. O Diablo Rojo derrotou o Libertad por 3 a 1, nesta terça-feira (28/12/17), e se garantiu na final do torneio continental. A equipe da cidade Avellaneda deve ir com o time reserva para enfrentar o Rosario Central, que precisa melhorar na classificação. O maior campeão da Libertadores, o Independiente, é o sétimo colocado, com 18 pontos. Já os canallas estão na 23ª posição, com 10 pontos, e podem ultrapassar o arquirrival Newell’s Old Boys.

Newell’s Old Boys x Racing (Estádio Marcelo Bielsa, 22h30, horário de Brasília)

O Newell’s Old Boys foi punido pela Associação de Futebol Argentino (AFA) por pendências de pagamentos com jogadores. A AFA irá descontar três pontos do time da cidade de Rosário no final da Superliga. O rubro-negro foi o primeiro clube a ser punido por motivos econômicos na Argentina. A diretoria do Newell’s disse que vai recorrer. Os leprosos estão na 18ª colocação, com 12 pontos (com a punição, caem para a 23ª posição). O Racing está com 12 pontos e busca se aproximar dos 11 primeiros colocados, visando vaga na Sul-Americana de 2018.

Domingo (03/12/17)

Talleres x Estudiantes (Estádio La Boutique de Barrio Jardín, 18h, horário de Brasília)

Esta é a segunda temporada consecutiva do Talleres na elite do futebol argentino. “La T” vem fazendo uma boa campanha e almeja uma vaga na Libertadores. O clube cordobenho, que conta com o volante e capitão Guiñazu, está no sexto lugar, com 18 pontos. O Talleres enfrenta o tradicionalíssimo Estudiantes, que está na 14ª colocação, com 14 pontos.

Tigre x San Lorenzo (Estádio Monumental Victoria, 18h, horário de Brasília)

O Clube Atlético Tigre não vive um bom momento, conseguiu apenas uma vitória na Superliga. Vai ser difícil para os donos da casa pararem o San Lorenzo, que vem numa ascensão e agora sonha com o título. Apesar de estar na 24ª posição, com oito pontos, o Tigre não está tão pressionado com o rebaixamento, pois tem 1.220 pontos no promedio (o primeiro dos quatro últimos da tabela de descenso é o Olimpo, com 1.081). Já o time do Papa é o segundo colocado, com 21 pontos, e segue pressionando o Boca Juniors, que está três pontos na frente. Antes do duelo contra o Tigre, o San Lorenzo enfrenta o Tucumán nesta quinta-feira (30/12/17), partida antecipada da 12ª rodada, por causa da final da Copa Argentina entre Tucumán e River Plate no dia 09 de dezembro.

Boca Juniors x Arsenal de Sarandí (La Bombonera, 20h15, horário de Brasília)

Duo que nunca caiu: o Boca Juniors e o Arsenal de Sarandí são as únicas equipes que nunca foram rebaixadas no Argentino. Só que a situação do Arsenal nesta temporada está delicada e vai ser difícil escapar da degola. El Arse é o segundo pior time na tabela de descenso, com média de 1.000 pontos.

Depois de vencer o superclássico contra o River Plate, o líder Boca Juniors não triunfou mais. Foram duas derrotas: contra o Racing por 2 a 1 em La Bombonera (quebrou o 100% do Boca na Superliga); e 1 a 0 para o Rosario Central fora de casa. Além disso, o técnico Schelotto perdeu o artilheiro Benedetto, que rompeu os ligamentos do joelho direito. Em primeiro lugar, com 24 pontos, o Xeneize precisa vencer o lanterna Arsenal de Sarandí para não deixar o San Lorenzo e o Huracán encostarem.

Gimnasia La Plata x River Plate (Estádio Del Bosque, 22h30, horário de Brasília)

O River Plate está sendo alvo de chacota dos rivais, principalmente dos xeneizes. Os millonarios foram eliminados da Libertadores, de maneira “vexatória”, pelo Lanús; perderam o superclássico e acumulam quatro derrotas nas últimas cinco partidas na Superliga. A vitória diante do Gimnasia é a única coisa que interessa ao River, para amenizar um pouco a má fase. O River Plate é 12º colocado, com 15 pontos. O Gimnasia é o 22º, com 10.

O técnico Gallardo ainda tem uma chance de salvar o ano dos millonarios se for campeão da Copa Argentina. A decisão é contra o Tucumán no dia 09 de dezembro. O contrato de Gallardo termina no final do ano e a diretoria ainda não definiu o futuro do treinador em Monumental de Nuñez. É importante salientar que o River Plate terá eleição para presidente no dia 03 de dezembro. Atual presidente e favorito, Rodolfo D’Onofrio concorre com Leonardo Barujel, Carlos Trillo e Antonio Caselli.

Segunda-feira (04/12/17)

Lanús x Vélez Sarsfield (Estádio La Fortaleza, 18h, horário de Brasília)

O Lanús ocupa a 20ª posição, com 12 pontos, e vem de três derrotas consecutivas. O Granate priorizou a reta decisiva da Libertadores e tem entrado com os reservas. Inclusive, tem um jogo a menos na Superliga (Godoy Cruz x Lanús, da rodada anterior, foi adiado a pedido da diretoria do grená). O time do técnico Jorge Almirón foi vice da Libertadores ao ser derrotado pelo Grêmio por 2 a 1, diante da torcida argentina, nesta quarta-feira. Ficou um sentimento de frustração para o Grená, que fez uma campanha surpreendente, mas foi bem inferior aos gaúchos no jogo de volta da decisão.

O Vélez pode aproveitar esse fator e arrancar uma vitória em La Fortaleza, para começar uma recuperação na Superliga. Com quatro derrotas nas últimas cinco partidas, o Vélez, que é considerado o novo grande argentino pelos títulos conquistados recentemente, vem fazendo uma temporada muito abaixo da expectativa.

Atlético Tucumán x Atlético Colón (Estádio Monumental José Fierro, 20h15, horário de Brasília)

Os Atléticos se enfrentam, mas com objetivos diferentes. O Tucumán quer ficar perto dos 11 primeiros colocados, mirando a Sul-Americana. A equipe albiceleste está na 16ª colocação, com 13 pontos, e tem a decisão da Copa da Argentina contra o River no dia 09 de dezembro. Já o Colón anseia se manter no G5 e ainda se aproximar do líder. Os sabaleros estão na quinta posição, com 20 pontos.

San Martín x Banfield (Estádio Ingeniero Hilario Sánchez, 22h30, horário de Brasília)

Confronto direto: em 13º lugar, com 14 pontos, o San Martín pode passar o Banfield, que é o nono colocado, com 16, e entrar na zona de classificação para a Sul-Americana. Na última partida, em casa, o San Martín perdeu por 3 a 1 para o San Lorenzo. O Verdinegro quer reconquistar a confiança da torcida jogando no seu estádio.

CLASSIFICAÇÃO

Avatar
Vitor Hugo Souza
Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

Artigos Relacionados