cuca

Em suma, em sessão do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) realizada nesta quarta-feira (28), o treinador Cuca, do Atlético-MG, foi punido com quatro jogos de suspensão. As denúncias foram feitas após Cuca ofender o árbitro, Leandro Pedro Vuaden, no jogo contra o Ceará, na 6ª rodada do Brasileirão.

Decerto, os advogados do Galo já tentam o efeito suspensivo para que o treinador possa ir à campo até um novo julgamento. Como foi expulso durante as ofensas, ele já tem um jogo de suspensão cumprido. Portanto, se o efeito for negado, Cuca não poderá treinar o time no domingo, contra o Athlético-PR.

Durante o julgamento, Cuca explicou o que ocorreu na beira do campo:

“Considero o Vuaden meu amigo e as vezes a gente fala para os nossos amigos o que não fala com os demais. O que falei não faltei com o respeito, e ele me deu o vermelho. Após a expulsão eu perdi a cabeça e acabei falando um monte de besteira ao Vuaden e o ofendendo. Eu me reportei em seguida já no mesmo dia e pedi meu empresário para fazer um texto de arrependimento. Não o vi mais e, por isso, não pedi desculpas pessoalmente.”

O diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, além do auxiliar técnico, Éder Aleixo, também foram à julgamento, por “reclamações desrespeitosas”. Decerto, Rodrigo levou apenas uma advertência. Por outro lado, Éder pegou gancho de 15 dias, também com direito à recurso.

Foto destaque: Reprodução/Kely Pereira AGIF

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!