Sport vence clássico contra o Náutico pelo Campeonato Pernambucano (Foto: Divulgação/Sport Club do Recife)

Neste domingo (2), Sport x Náutico entraram em campo em jogo válido pela 9ª rodada do Campeonato Pernambucano 2021. Assim, na Ilha do Retiro, o Leão foi cirúrgico desde o princípio da partida e construiu uma importante vitória por 3 x 0. Como resultado, se garantiu nas semifinais da competição, ao lado do rival Timbu, que mesmo com a derrota, já havia assegurado a liderança da primeira fase. Dessa forma, os gols da partida foram marcados por Neilton, Ronaldo Alves, contra, e Adryelson.

Assista aos melhores momentos de Sport x Náutico

1º tempo: Leão constrói vantagem, apesar do volume rival

Inicialmente, já classificado às semifinais, o Náutico poupou alguns dos principais jogadores pendurados com cartão amarelo. Assim, o Sport se aproveitou rápido dos desfalques. Pois, aos 4′, após cruzamento de Sander e rebatida de Ronaldo Alves, Marciel cochilou, Neílton conseguiu recuperar a bola, tabelou com Maidana e encheu o pé para abrir o placar. Em seguida, o Timbu cresceu na partida e tinha mais volume de jogo, mas parou nas boas intervenções do goleiro Mailson. Aos 16′, na cabeçada de Bryan, o arqueiro do Leão fez grande defesa. Sendo assim, o Rubro-Negro respondeu aos 27′, quando Mikael recebeu de Adryelson, dentro da grande área, na frente do gol, e chutou, mas a bola foi desviada por Hereda.

Na sequência, Sander levantou bola, Adryelson tentou de cabeça, Mikael por baixo, a redonda sobrou para Júnior Tavares, que mandou de primeira. Mas, a pelota passou ao lado do gol de Alex Alves, com perigo. Já na reta final, aos 39′, o Náutico voltou a ameaçar com Marciel soltando o pé de longe, ainda teve um desvio na zaga do Sport e quase complicou Maílson, que fez outra grande defesa. Por fim, aos 44′, Sander recebeu de Neílton, entrou na área, tentou o cruzamento, mas a bola desviou em Ronaldo Alves e matou Alex Alves, ampliando o marcador para o Leão.

2º tempo: Tranquilidade, após triunfo consolidado

Na volta do intervalo, o panorama inicial da partida se manteve com o Sport mais incisivo no campo de ataque. Assim, aos 4′, após tabela com Mikael, Júnior Tavares foi no fundo e cruzou na cabeça de Toró. Sozinho, com liberdade, bem perto do gol, ele cabeceou muito mal e mandou por cima. Em seguida, aos 9′, Patric cruzou, Adryelson surgiu no meio da área e cabeceou para o fundo do gol marcando o terceiro do Leão no confronto. A partir de então, com  vantagem consolidada, o Rubro-Negro administrou o jogo. Pois, o Náutico até tentava esboçar uma reação, mas nada que levasse real perigo de gol.

Assim, aos 11′, Erick bateu direto, a bola passou no meio da barreira do Sport e bateu na rede pelo lado de fora. Na sequência, Bryan recolheu a bola afastada por Maidana e, de muito longe, bateu direto no gol. A bola veio quente, mas Maílson pegou em dois tempos. Já na reta final, aos 34′, na melhor chance timbu, Giovanny recebeu na ponta esquerda, cortou para dentro e chutou de chapa, com perigo. Maílson fez a ponte e espalmou. Por fim, Everaldo conseguiu levar a melhor em disputa com Bryan, disparou no contra-ataque e serviu Maxwell. Dentro da área, o atacante leonino bateu firme, mas Alex Alves defendeu, evitando o 4 x 0 no placar.

Sport x Náutico – E agora?

Dessa forma, com o resultado, o Sport encerra a primeira fase do Campeonato Pernambucano na vice-liderança, com 20 pontos, e classificado às semifinais. Já o Náutico finaliza na liderança, com 22 pontos, e antes mesmo da rodada tinha assegurada presença nas semifinais. Agora, ambas as equipes aguardam a definição de seus adversários que acontece nesta quarta-feira (5).

Foto Destaque: Reprodução/Sport Club do Recife

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Deixe uma resposta