O presidente do SantosOrlando Rollo, aceitou oferta do Al Hilal, da Arábia Saudita, por Soteldo. No entanto, o atacante venezuelano ainda não aceitou a proposta e valorizou seu passe. Os valores da negociação são sete milhões de dólares (cerca de R$ 39,5 milhões de reais). Além disso, haveria 30% de uma possível venda, ou seja, caso venda por oito milhões de dólares no futuro, 3oo mil seriam do Peixe. O atual mandatário do clube mandou um áudio em um grupo com torcedores santistas e disse:

“Não temos nenhum recebível substancial até o fim do ano. Não temos dinheiro no caixa para pagar salário de novembro e dezembro. Ou negociamos Soteldo por US$ 7 milhões ou daqui a dois meses, no máximo, sem pagar salários e imagens, ele sai de graça. Ele e outros jogadores. Vamos perder todo mundo de graça. Não acho que é um valor justo, não, mas é a proposta que tem.”

Mesmo que Yeferson Soteldo não tenha aceitado ainda, Rollo já conversou com Cuca sobre a saída e também disse em pré-jogo contra o Coritiba que essa seria a última partida do atacante. A conversa do presidente com o técnico foi relatada por Orlando:

“Conversei com o professor Cuca, que fazia questão do Soteldo, mas ele entendeu. Mostrei as contas, e ele concordou na hora. Ou vende ou não pagamos salários. A gente espera com esse valor pagar Huachipato e Atlético Nacional. Temos que pagar dívidas.”

Antes de fechar a negociação, Soteldo e o Conselho Deliberativo têm que aceitar as propostas. O camisa 10 recebeu uma oferta de R$ 1 milhão, porém pediu mais e ainda se preocupa com o Santos, crendo que pode deixar mais do que esses sete milhões de dólares.

DETALHES DA NEGOCIAÇÃO POR SOTELDO

Os R$ 39,5 milhões seriam diluídos em três parcelas, sendo elas:

  • 5 milhões de dólares (R$ 28,2 milhões) à vista, no ato da transferência;
  • 1 milhão de dólares (R$ 5,65 milhões) em 15/07/2021;
  • 1 milhão de dólares (R$ 5,65 milhões) em 15/10/2021.
  • 30% em uma possível venda.

Foto Destaque: Divulgação/Instagram/Soteldo

Gabriel Yudi Gati Isii
Gabriel Yudi Gati Isii
Escolhi jornalismo porque tenho paixão pelo futebol. Faço faculdade na PUC-SP e já estudei na Etec Albert Einstein. Meu sonho é viver do esporte que admiro.

Artigos Relacionados