A princípio, com a defesa bastante questionada, o Bahia possui uma das piores do Campeonato Brasileiro Série A. Mas você pode aproveitar o Código Bônus Bet365 para apostar online em vários outros clubes do Campeonato e garantir o seu entretenimento online. Uma boa dica é apostar no Palmeiras, que venceu o Bahia por 3 x 0 neste sábado (12). O auxiliar Sidney Lobo, que substituiu Mano Menezes, falou sobre. Além disso, ainda alertou para o risco do Z4.

Sendo assim, Sidney Lobo comentou sobre o atual momento vivido pela equipe tricolor, além da disputa do Esquadrão na competição.

É uma realidade [a briga contra o Z4]. A campanha, a gente teve um momento bom, umas rodadas atrás, onde deu aquela esperança de a gente brigar lá em cima. Vieram tropeços, teve outra competição, lesões, covid… Então acaba atrapalhando o dia a dia, até para tranquilizar os atletas. Mas temos que melhorar bastante, procurar pontuar, porque é um campeonato difícil, todos os jogos são difíceis.”

O auxiliar concluiu falando que precisam fugir do momento atual.

“A gente tem que focar nele e sair o mais rápido possível dessa situação. O elenco é bom, temos bons jogadores, experientes. E tenho certeza de que eles vão dar uma resposta boa, e nós vamos procurar dar essa consistência para eles”.

Problemas defensivos

Além disso, Sidney Lobo alertou para um problema recorrente no Bahia: a defesa. Assim também, o clube conta com a pior do campeonato com 42 gols tomados e uma fragilidade que precisa ser reajustada.

“Fato que a gente vem tomando muitos gols. E a gente tem procurado, no dia a dia, nos trabalhos, dar uma consistência defensiva. Na parte defensiva… Claro, estoura sempre lá atrás. Então a gente precisa construir essa fase já lá na frente, nos nossos atacantes, volantes, meias. A gente realmente sofreu. Tem nessa mudança de jogador para jogador, que requer um pouco de tempo. Mas não adianta dar muita explicação.”

De acordo com Lobo, tem caminho pela frente.

“Acho que a palavra certa é trabalhar. É isso que a gente precisa encontrar.  Dar segurança para eles [os jogadores]. E poder dar uma consistência defensiva. Quando acontece também determinada situação, quando você sai na frente no placar, dá uma tranquilidade maior. Já fica mais posicionado. Infelizmente, a gente tem sofrido os gols e, depois, você tem que sair para construir, aí acaba não fazendo e fica um pouco vulnerável atrás, porque acaba abrindo mais e acaba sofrendo. Com certeza o Mano [Menezes, técnico do Bahia] vai consertar, vai achar os melhores atletas. Os atletas que estão ali estão se empenhando o máximo. A gente tem que procurar dar uma tranquilidade para eles exercerem da melhor maneira”.

Superioridade do adversário

Por fim, finalizou falando sobre as dificuldades do jogo e comentou sobre o revés diante do Palmeiras e a superioridade do adversário.

“Jogar aqui é sempre difícil. E o volume do Palmeiras é grande. A gente tentou até neutralizar, não só o Mayke, mas outros jogadores. Eles foram felizes numa construção de jogada. Inclusive, saiu o gol por ali. Antes desse gol, tivemos chances de ampliar o marcador, acabamos não fazendo, aí acabou tendo essa oportunidade de chegar no fundo, fazer o cruzamento e saiu o gol”

Em suma, o Bahia volta a campo na próxima quarta-feira (16), quando enfrenta o Defensa y Justicia. O jogo é válido pela volta das quartas da Sul-Americana. Em contrapartida, o Palmeiras enfrenta o Libertad, pela Libertadores.

Foto destaque: Reprodução/Felipe Oliveira

Gilvan Rodrigues
Gilvan Junior, 20 anos, natural de Feira de Santana, estudante de jornalismo pela FAT. Desde pequeno, meu principal assunto era o esporte. Sempre acompanhado programas, sites, etc. Decidir, partir pra área que me dará a oportunidade de viver daquilo que mais amo. O futebol.

Artigos Relacionados