Sergipe x Ceará – A busca da recuperação ou do poder no Nordestão

Em clima de carnaval, a 5ª rodada da Copa do Nordeste tem início neste sábado (2) e uma das partidas é entre Sergipe Ceará, que acontece às 16h (horário de Brasília), no Estádio Batistão, em Aracaju. O objetivo dos times é totalmente diferente: um quer vencer pela primeira vez na competição, o outro quer manter a invencibilidade e a liderança do Grupo B. O quarteto de arbitragem para essa partida conta com a participação de Gilberto Rodrigues, auxiliado por Bruno César Chaves, Francisco Chaves Bezerra e Eduardo de Santana.

SERGIPE

Depois da diante do Boca Júnior por 1 x0 na última quarta-feira (27), que garantiu a vaga do time para a fase do hexagonal, o confronto dessa vez é contra o líder geral e também do Grupo B do Nordestão, o Ceará. Apesar da liderança no estadual, o mandante é o lanterna do Grupo A da Copa do Nordeste, com nenhum ponto conquistado nas quatro rodadas que já se passaram.

O Colorado vêm passando por dificuldades fora de campo: demissão de Luizinho Vieira do comando do clube no dia 24 de janeiro, na quinta-feira passada (21) Edmilson Silva entregou o cargo de técnico após cinco jogos e cinco derrotas, além renúncia do ex-presidente Carlson Silva no dia seguinte. Atualmente, o presidente é Reinaldo Moura e o comandante é o interino George Litiere, que respondendo a perguntas referentes a sua permanência no cargo, disse:

“Ainda não há nada definido, mas eu não estou preocupado com eles, apenas preocupado comigo em ajudar o Sergipe e é o que eu estou procurando fazer.”

O time possivelmente terá a volta do atacante Júnior Batata, que retornou ao clube à pedido da diretoria. No dia 17 de fevereiro, o jogador, que chegou ao clube em novembro por indicação do então treinador Luizinho Vieira, pediu a rescisão de contrato com o time alegando que queria ficar mais próximo dos familiares, que moram em Brasília, devido a um drama pessoal com a morte do filho pequeno.

“Por intermédio de um amigo em comum, ele manifestou o desejo de retornar, com o qual concordei, porque houve tempo de barrar a tramitação da rescisão junto à CBF. Ele vem o mais urgente possível.” confirmou Reinaldo Moura, atual presidente do clube.

https://twitter.com/CSSergipe_1909/status/1101204024571936768

Provável escalação: Erivelton; Rhuan, Carlos Alexandre, Heverton e Marinho; Diego Paulista, Brendon, Ramalho e Zé Mário, Giancarlo (Júnior Batata) e Ariel. Técnico: George Litiere.

CEARÁ

O clube alvinegro vem fazendo uma ótima temporada, sendo líder do Campeonato Cearense e da Copa do Nordeste. Pelo Grupo B, o time tem oito pontos, conquistados em duas vitórias e dois empates, além de ter o melhor ataque da competição, com oito gols em quatro jogos. O Vozão vem de vitória nos pênaltis na Copa do Brasil, após empate sem gols contra o Foz do Iguaçu-PR, que o classificou para a terceira fase da competição nacional, onde irá enfrentar o Corinthians.

Com a boa fase do time e com a volta do atacante Leandro Carvalho nessa quinta-feira (28), a animação pode aumentar com a possível estreia de Wescley, velho conhecido da torcida e 2 o atleta teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) nesta segunda-feira (25) e está apto para estrear pelo Ceará. Além do meia Wescley, Leandro Carvalho também foi regularizado, mas segundo a assessoria de imprensa do clube, ele não viajou para Aracaju e vai acompanhar a partida da capital cearense.

https://twitter.com/CearaSC/status/1101633409603043328

Provável escalação: Fernando Henrique; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Valdo e João Lucas; Edinho, Juninho e Ricardinho; Felipe Baxola, Chico e Roger. Técnico: Lisca.

RETROSPECTO

No histórico de confrontos, as equipes disputaram 15 jogos. O Ceará leva a melhor com 11 vitórias, o Sergipe venceu três e ocorreu apenas um empate. O último jogo entre as equipes foi no dia 14 de dezembro de 2010, pela própria Copa do Nordeste,que acabou com vitória do Ceará por 3 x 1. A maior goleada do confronto foi em 2001, quando o Colorado goleou o Vozão por 7 x 0.

João Pedro Oliveira
Tenho 16 anos e moro em Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza-CE. Almejo ser um grande jornalista esportivo, pois sou fascinado pelo futebol e sua história. Curioso, sempre busco algo a mais.

Artigos Relacionados