São Paulo quer encerrar alto número de lesões

As lesões atrapalharam o início de Campeonato Brasileiro do São Paulo. Afinal, sem férias, o time emendou uma temporada na outra. Além disso, dedicaram-se 100% para a conquista do Paulistão. Dessa forma, os atletas não conseguiram atender o grande ritmo do calendário nacional. Portanto, a equipe teve um total de 33 problemas físicos e alguns jogadores se machucaram mais de uma vez.

Em suma, o São Paulo não conseguiu uma grande sequência no Brasileirão e foi eliminado da Copa Libertadores. Assim, a torcida fica apreensiva com a possibilidade do Tricolor Paulista não jogar a competição continental na próxima temporada. Claro, nem tudo está perdido, já que o time de Hernán Crespo está vivo na Copa do Brasil.

No entanto, a única maneira de melhorar a sequência é encerrando o alto número de lesões. Como o São Paulo teve duas semanas sem jogos, a comissão técnica teve tempo de trabalhar a parte física dos atletas. Então, a expectativa é que este problema seja solucionado. Afinal, para a diretoria, o motivo era o calendário apertado.

Em suma, a atenção é para alguns atletas específicos, que ficaram muito tempo fora ou se machucaram mais de uma vez. Assim, Luciano e Benítez são observados com atenção. Inclusive, o argentino abriu mão de uns dias de folga para focar nos treinamentos. Aliás, em poucos jogos, o meia conseguiu atuar por 90 minutos. Por outro lado, o camisa 11 ficou quase dois meses fora, devido a um estiramento muscular.

As lesões no São Paulo estão dando uma trégua. Arboleda, Marquinhos e Wellington estão treinando bem. Assim, o único jogador longe do retorno é o volante Willian, que passou por uma cirurgia no joelho.

Foto Destaque: Divulgação/Érico Leonan/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.