Nesta terça-feira (2), o Tricolor Paulista se reapresentou após um dia de folga. Com alguns jogadores retornando, o São Paulo pode ter novidades diante do Bahia. Assim, a atividade contou com a presença de Calleri e Rodrigo Nestor. Ambos vinham se recuperando de lesão e estão voltando de forma gradativa. Claro, ainda não dá para cravar a presença dos dois, mas é um passo importante para essa volta.

A princípio, Calleri se machucou no clássico contra o Corinthians. Naquela ocasião, inclusive, o atacante fez o gol da vitória. Contudo, na etapa final, o atleta sentiu dores na coxa direita e teve um edema detectado. Assim, o centroavante precisou ficar ausente nos últimos jogos. Entretanto, desde a semana anterior o argentino vem realizando alguns treinos com bola e deve enfrentar o Bahia.

Por outro lado, Rodrigo Nestor sentiu dores no tornozelo nos treinos que ocorreram antes do duelo contra o Ceará. Assim, o volante está tratando deste problema físico com os fisioterapeutas do clube. Dessa forma, o atleta apresentou melhora e realizou um treino coletivo com os jogadores que não atuaram os 90 minutos contra o Inter. Portanto, a presença do made in cotia diante do Bahia é quase certa.

Assim, o departamento médico do São Paulo está esvaziando e o time deve ter essas novidades contra o Bahia. Então, os desfalques certos devem continuar sendo Luan (lesionado), Willian, Galeano e Walce (se recuperam de cirurgias).

O São Paulo viaja a Salvador pera enfrentar o Bahia, em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida ocorre no domingo (7), às 18h15 (horário de Brasília), na Arena Fonte Nova.

Foto Destaque: Divulgação/Erico Leonan/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.