Dani Alves

Enquanto se prepara para a partida contra o Fluminense, os dirigentes do São Paulo buscam sanar as dívidas que passam dos 500 milhões de reais. Assim, uma delas é com Daniel Alves, o atual camisa 10 da equipe, e as tratativas para um acordo já começaram.

Quando assumiu o clube em janeiro, a gestão de Julio Casares se deparou com uma dívida de 12 milhões de reais com o lateral, provenientes de luvas e direitos de imagens não pagas pela cúpula de Leco. Dessa maneira, com muitas dificuldades, a atual diretoria consegue pagar todos os vencimentos do atleta desde então.

https://twitter.com/_alexsander/status/1435656297760894981?s=20

Agora, os dirigentes fizeram uma primeira proposta para o jogador e seu staff, buscando o acerto da dívida. Em suma, não existe divulgação dos valores, mas terá algumas parcelas durante 2022 e até 2023. Todavia, os diretores acreditam que a oferta será recusada. Bem como, os representantes do atleta já demonstraram desgosto com o oferecido.

As conversas continuam e podem ter um desfecho ”fatal”. Em diversas entrevistas e internamente, os dirigentes do São Paulo entraram em consenso: Daniel precisa reduzir seus vencimentos para permanecer em 2022. Além disso, terá que entender a situação do clube para ”facilitar” o acordo da dívida.

Ademais, existe descontentamento com as falas do jogador após conquistar a medalha de ouro nas Olímpiadas. Na ocasião, o atleta da Seleção Brasileira afirmou que fez mais para o clube, do que o clube com ele.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo FC

Alexsander Vieira
https://bit.ly/3nAiB4l