São Carlos

São Carlos, clube do interior de São Paulo, anunciou há dois meses o técnico Fabrício Morozetti para guiar sua equipe sub-20 na Copinha. Assim, o novo professor terá sua estreia oficial no próximo dia 3, já em um clássico da cidade. Portanto, em um bate-papo com o Futebol na Veia, o treinador falou um pouco da preparação. Bem como, indicou destaques do seu time para ficar de olho e analisou o grupo da Águia.

Preparação do São Carlos para a Copinha

São Carlos teve divulgou em suas redes sociais um total de quatro amistosos realizados visando a Copinha. A saber, o time está invicto até aqui com duas vitórias e dois empates. Além disso, o grande goleador tem sido o atacante Lucas, que veio da Juazeirense. Assim, o técnico Fabrício Morozetti avaliou que o nível de preparação da equipe está em estágio avançado.

“Acredito que o nosso nível de preparação para a Copinha deva estar por volta de 70% ou 80% do que gostaríamos de atingir até o início. Nós montamos o time em 30 dias e tivemos seis semanas de treino. Tentamos colocar uma filosofia de jogo, uma ideia para jogar diante das características dos jogadores que recebemos. Como a gente saiu do zero, quando chegamos no clube não tinha nenhum atleta inscrito para jogar a Copinha. Então, acreditamos que desde o início evoluímos bastante. Mas, claro, sempre tem algo a mais para a gente trabalhar, treinar e melhorar”, avaliou.

São Carlos
São Carlos disputa amistoso com a Matonense. (Foto: Divulgação / São Carlos FC)

Jogadores para ficar de olho

Com seis meses de treinos, Fabrício Morozetti já pôde observar quem são os grandes destaques da equipe que podem se sobressair.

“Ainda que seja um grupo bem homogêneo, posso ressaltar o Rodrigo que é nosso goleiro. Nós temos o Felipe que é o nosso capitão, zagueiro. No meio-campo, o Cauã, e no ataque o Lucas e o Sabará. Sem dúvida, são jogadores que acreditamos que tenham algum destaque na Copinha”, comentou.

Grupo do São Carlos na Copinha

Por fim, Fabrício Morozetti destacou a força dos adversários que o time vai enfrentar no Grupo 11 da Copinha. No entanto, vê como oportunidade para testar a força do São Carlos em avançar na competição. A saber, o São Carlos estreia na Copinha na próxima segunda-feira (3), em clássico contra o Grêmio São-Carlense.

“Acredito que o grupo do São Carlos na Copinha foi uma boa oportunidade para a gente ver o nível de dificuldade que encontraremos se quisermos avançar. Vamos estrear em um clássico, o que é muito bom, que o nível de dificuldade já vai ser colocado a prova. Acreditamos que podemos fazer uma boa campanha, mesmo sabendo da grandeza das equipes que estão na chave. O América é campeão mineiro [sub-20]; o São-Carlense tem um grupo que já está junto há seis meses; e o Falcon que é um clube novo, porém tem feito alguns resultados de expressão e foi vice-campeão sergipano da categoria”, finalizou.

Foto destaque: Divulgação / Arquivo pessoal / Fabrício Morozetti

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.