Saiba como vem a Desportiva Paraense na Copa São Paulo de Futebol Júnior

- Tradicional em revelar jovens jogadores, a SDP vai para sua quarta participação na Copinha
Desportiva

A menos de um mês para o começo da Copa São Paulo de Futebol Júnior, principal torneio de base brasileiro, as equipes iniciam sua preparação para a competição. Dessa maneira, integrante do Grupo 28, a Desportiva, representante do Pará, retorna a Copinha, após dois anos. Desse modo, o elenco é formado com uma mescla de jogadores com experiência no campeonato e novos reforços. Com foco na revelação de jovens jogadores, a equipe de Marituba é a atual campeã do Campeonato Paraense Sub-17 e com isso garantiu o passaporte para São Paulo.

Segundo informações do site oficial do clube, a Sociedade Desportiva Paraense é o primeiro clube-empresa registrado na Junta Comercial do Estado do Pará – JUCEPA, sob a forma de sociedade limitada. Tem a específica finalidade de formar atletas de diversas modalidades desportivas, mas com foco nas categorias de base do futebol. Dessa forma, paralelamente à prática esportiva, o clube oferece aos jogadores a possibilidade de formação intelectual e profissional. De maneira idêntica, formando não só futebolistas, como também cidadãos inseridos na sociedade.

https://www.instagram.com/p/B5a602pFpvd/?utm_source=ig_web_copy_link

PREPARAÇÃO PARA A COMPETIÇÃO

Logo, a Desportiva é a única equipe do Norte com certificado de clube-formador e vai para sua quarta participação na Copa São Paulo. Assim, o clube busca realizar mais uma boa campanha e superar a última marca. Em 2018, foi eliminado nas oitavas de final, pelo Internacional por 4 x 0. Para tanto, tão logo assegurou vaga na disputa, iniciou a preparação para a competição. Os trabalhos de campo iniciaram em 1º de dezembro e a equipe realiza amistosos toda quarta e sábado. Afinal, já possui ritmo de jogo por terem disputado o Campeonato Paraense Sub-20, ocasião em que foram eliminados na semifinal.

Entre os destaques do elenco que podem surpreender na Copinha, dois atacantes de beirada despontam. São os casos dos pontas Alyson Matheus, de 17 anos, e Betinho, de 19 anos. Dessa forma, o primeiro é um jogador velocista que cai pelo lado direito e que já chamou a atenção do Getafe, da Espanha. Já o segundo, atuante pela esquerda, reúne as mesmas características do companheiro de equipe. Assim, os dois são esperanças de futuras vendas através do desempenho em solo paulista. Do elenco experiente, com contrato profissional, o meia Matheus Paragominas, de 19 anos, é um jogador a ser observado da equipe paraense.

https://www.instagram.com/p/B3MuVLdFr6o/?utm_source=ig_web_copy_link

O GRUPO DA DESPORTIVA NA COPA SÃO PAULO

A Desportiva disputará a primeira fase pelo grupo 28, sediado em Osasco. Assim, enfrentará na estreia o Sport, na sexta-feira (3/1), às 21h (horário de Brasília). Em seguida, joga contra o time da casa, o Osasco Audax, na segunda-feira (6/1), às 17h (horário de Brasília). Por fim, encerra a participação inicial contra o Moto Club-MA, na quinta-feira (9/1), às 17h (horário de Brasília). Sobre o grupo, o coordenador das categorias de base, Matheus Lima, afirmou:

Achamos um grupo muito equilibrado. Nós temos conhecimento de todos os clubes. Estamos com o nosso setor de análise de desempenho e de captação de imagem já com as informações dos adversários. Nós vamos enfrentar um time de tradição logo de início, que é o Sport Recife, muito qualificado, um time que fez uma boa campanha na Copa do Nordeste. Estamos acompanhando os jogos amistosos do Audax, já sabendo um pouco da maneira como eles jogam e o Moto Club, que é uma equipe muito qualificada e campeã maranhense Sub-19, que tem um jogador de muito destaque.

Finalmente, à respeito da cidade-sede, Matheus Lima elogiou a localização de Osasco, no centro de São Paulo, região metropolitana da capital, e espera surpreender os demais adversários com um bom desempenho.

Foto Destaque: Reprodução / Globoesporte.com

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 549 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

365 Scores

BetWarrior


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo