robinho

Após ficar durante um longo tempo sem poder anunciar contratações por conta de uma punição na FIFA, o Santos foi liberado e poderá integrar novos atletas no elenco. Dessa maneira, o nome do ídolo Robinho, que já havia sido ventilado na baixada santista, perdeu força quando o presidente interino Orlando Rollo disse que seria insanidade contratar o craque.

Portanto, Orlando Rollo, em live, falou que primeiro o Santos deve pagar suas dívidas e que não quer enganar os torcedores.

“Nossa prioridade é pagar dívidas ou renegociar. Precisamos que o clube sobreviva pelo menos até dezembro, quando uma nova gestão se inicia. No momento, apesar de eu querer trazer (o Robinho), está descartado”, disse Orlando Rollo.

Entretanto, segundo o jornalista Ademir Quintino, o jogador ofereceu receber um salário mínimo nos três primeiros meses e 60% do salário que pediu nos meses de janeiro e fevereiro, quando termina seu contrato. Portanto, Robinho teve uma reunião com a diretoria na tarde deste sábado (10), e os dirigentes do Santos e o ‘Rei das Pedaladas' chegaram a um acordo. Assim, o atleta assinou com o Peixe por cinco meses.

Dessa forma, o Peixe já anunciou em suas redes sociais a volta do atleta, fazendo referência ao documentário do jogador de basquete Michael Jordan, “The last dance” (em português “A última dança”). Dessa forma, deram a entender que o Santos será o último clube da carreira do Robinho.

https://twitter.com/SantosFC/status/1315063499274571778?s=20

Robinho pelo Santos

Robinho teve três passagens pelo Peixe. Em todas elas, o jogador conquistou pelo menos um título. Na primeira, venceu dois Campeonatos Brasileiro (2002 e 2004). Na segunda venceu uma Copa do Brasil e um Paulistão (2010). Em 2015, sua última passagem, venceu um Campeonato Paulista. Ademais, o amanhã, Santos e Grêmio duelarão pela 15ª rodada do Brasileirão. A partida será na Vila Belmiro, às 16h (horário de Brasília).

Foto destaque: Reprodução/Santos FC

Gustavo Oliveira
Bom, eu escolhi jornalismo pois quero estar cada vez mais perto do esporte e também por querer ter uma certa relevância e poder, através do esporte, influenciar pessoas a fazerem o bem. Além disso, acho prazeroso fazer qualquer coisa que esteja ligada com o esporte e o jornalismo me proporciona isso.

Artigos Relacionados