Retrô x Santa Cruz: Termina a novela sobre os ingressos

A saber, para a partida de volta, nesta segunda-feira (1), entre Retrô x Santa Cruz, válida pela 2ª fase da Série D do Brasileirão, o preço inicial dos ingressos à Arena Pernambuco despontou debate entre os torcedores e os dois clubes.

Laércio começou com a polêmica

A princípio, ainda antes do duelo de ida, no Arruda, que terminou com placar zerado, o presidente do Retrô, Laércio Guerra deu início a todo esse impasse. Assim, em entrevista concedida para a Rádio Jornal, o mandatário azulino antecipou a vontade de colocar os ingressos em um valor acima da média para o confronto.

De antemão, já estou antecipando que farei um preço maior no jogo de volta, o que é direito nosso, de 300 e 150 reais, meia entrada. Todo mundo fala que eu tenho dinheiro, mas eu preciso arrecadar, e como o Santa Cruz tem uma torcida de massa, espero contar com a ajuda da sua torcida. Sem receita, não se faz futebol.”, afirmou o fundador e dono do clube de Camaragibe.

A resposta do lado tricolor para o valor dos ingressos

Por outro lado, em nota, o Santa Cruz rebateu a atitude vinda do presidente azulino e defendeu preços mais justos e compatíveis com o nível aquisitivo do seu torcedor e do futebol pernambucano.

O Santa Cruz Futebol Clube, a pedido do Presidente Antônio Luiz Neto, solicitou ao departamento jurídico do clube que estude a legalidade dos preços anunciados pelo Retrô, para o jogo de volta da segunda fase da Série D. A cobrança dos valores dos ingressos devem obedecer parâmetros econômicos e sociais compatíveis com as condições financeiras do torcedor. Não é razoável que uma partida da série D do Campeonato Brasileiro cobre valores maiores que outros aqui no estado de Pernambuco. Também entendemos que deve-se usar como parâmetro o valor cobrado em outros estados da Região Nordeste e do Brasil. Tal medida visa atender os anseios e interesse do nosso maior patrimônio: a nossa torcida.”, completou o texto divulgado no site coral.

Poder jurídico entrou na confusão entre Retrô x Santa Cruz

Diante disso, o PROCON-PE entrou com notificação ao Retrô, por conta dos valores de 300 e 150 reais cobrados pelos ingressos para a partida. No entanto, mesmo com dois alertas, o clube de Camaragibe manteve os preços, com direito a ironia de Laércio nas redes sociais “Viva o futebol de quem não paga”, citando as dívidas dos grandes clubes.

Retrô x Santa Cruz a preços menores, justos e acessíveis

Por fim, após reunião entre a partes de ambos os clubes, na noite da última quinta-feira (28), ficou acordada a redução dos valores. Dessa forma, com incentivo de Constantino Junior, ex-presidente coral e líder da Liga do Nordeste, os preços caíram para 80 e 40 reais.

 

Dessa forma, a parte reservada ao torcedor do Santa Cruz, pouco mais de quatro mil ingressos, se esgotaram na mesma noite. Além disso, o Retrô tentou recurso no Tribunal de Justiça de Pernambuco, mas seu pedido foi negado e os preços foram mantidos. Em seguida, o Tricolor do Arruda ficou com a promessa de retirar a ação frente à Fênix no STJD, sobre os valores iniciais.

Foto destaque: Divulgação/RetrôNet

Payciúma Luiz
Quase duas décadas acompanhando futebol me obrigaram a seguir esse caminho. Acabei me apaixonando pela metamorfose ambulante do mundo da bola e fiz disso o meu ofício. 23 anos, estudante de Jornalismo na UNIBRA, setorista do Santa Cruz no FNV, do Venezia no PL Brasil e torcedor do Paysandu Sport Club.

Deixe um comentário