Raphael Veiga

Antes de mais nada, o Palmeiras recebeu o Atlético-MG nesta terça-feira (21), no Allianz Parque, pela semifinal da Copa Libertadores. Apesar da grande expectativa para esse jogo, a partida se mostrou bastante estudada e com poucas chances de gol para os dois lados, e acabou 0 x 0. Mas o que chamou bastante atenção foi a postura defensiva do Palmeiras, mesmo jogando em casa.

Na entrevista coletiva, questionamos a estratégia de jogo formada pelo Verdão. Segundo o meia Raphael Veiga, a postura defensiva do Palmeiras foi reflexo das circunstâncias da partida, e os jogadores tiveram a leitura de que fechar os espaços no meio de campo era a melhor alternativa.

“Conforme o jogo vai se desenhando, nós vamos nos adaptando. A gente sabe que a equipe do Atlético gosta muito da posse da bola, para atrair e abrir espaços. Então, tivemos a leitura de que proteger o meio era melhor. Uma pena não ter encaixado um contra-ataque, mas fomos sólidos e nos defendemos bem. Temos tudo para sair com a classificação”, disse Veiga, em resposta ao Futebol na Veia na coletiva.

A princípio, Palmeiras e Atlético-MG se enfrentam novamente na próxima terça-feira (28) no Mineirão, com presença de público. Com esse resultado de 0 x 0, qualquer empate com gols, o Verdão leva vantagem.

Foto destaque: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Eric Barbosa
Meu nome é Eric, tenho 19 anos, sou aluno bolsista pelo Prouni e estou no quarto período de Jornalismo pela Universidade Paulista - UNIP. O esporte sempre fez parte da minha vida, principalmente o futebol, pois eu tinha o sonho de ser jogador. Porém, com as adversidades da vida, não consegui realizar esse sonho, mas isso não me impede de viver do esporte. Por isso, escolhi o jornalismo esportivo como carreira.