galo

Em suma, o principal investidor do Atlético-MG, Rubens Menin, comentou sobre a forma de “ajuda” que os empresários que formam os “4R” tem dado ao clube. Decerto, o nome do grupo tem relação aos quatro principais patrocinadores que, juntos, já colocaram mais de R$400 milhões dentro do Galo mineiro. Portanto, entre explicações das dívidas do time e até uma provocação ao rival, Cruzeiro, o mecenas falou sobre o investimento:

“Quando a gente chegou ao Atlético, a visão financeira era de uma semana. Não sabia o que ia acontecer depois de uma semana, se o dinheiro ia dar para pagar a comida, a energia. Era assim. Aliás, a maioria dos clubes de futebol no Brasil infelizmente é gerenciada dessa forma. Clube de futebol é empresa grande, que fatura R$ 200 milhões, R$ 300 milhões, R$ 400 milhões ou até mais por ano. A maioria tem uma gestão ruim, principalmente na parte financeira. Por isso se fala – e eu não gosto nem de usar esse termo, porque fica chato – em ‘cruzeirar'. É por isso que os times ‘cruzeiraram'. Hoje, no Galo, tem-se um planejamento para cinco anos. A gente sabe o que vai acontecer este ano. É lógico que tem imprevisibilidades. Se ganha um campeonato, tem mais prêmio, você vende um jogador mais caro… Mas nós temos previsão. É normal as pessoas desconfiarem que o Atlético vai ‘cruzeirar’, mas estou muito tranquilo.”

Foto destaque: Reprodução/Atlético-MG

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!