Presidente do Bahia reclama de polêmica em partida contra o Flamengo

Em suma, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, foi às redes sociais para criticar demais a arbitragem da partida contra o Flamengo. Decerto, no 1º tempo, o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo deu um pênalti polêmico contra o time baiano. O chute do meia Diego bate no peito do zagueiro Conti. No mesmo momento, o árbitro Vinicius marcou o penal e, mesmo com o auxílio do VAR, confirmou a infração.

Decerto, em sua conta oficial no Twitter, o presidente apontou o terceiro erro em partidas contra o Bahia. No último jogo, contra o São Paulo, a CBF reconheceu que errou em lance no jogo do Tricolor de Aço:

“O futebol brasileiro virou um escândalo, um assalto, um absurdo. Terceiro jogo seguido que o erro contra o Bahia é vergonhoso, é indisfarçável. Nós dois jogos anteriores, a ouvidoria de arbitragem da CBF reconheceu que errou contra o Bahia. Agora interveio jogo seguido”.

O treinador da equipe, Guto Ferreira, ainda na beira do campo, não poupou as reclamações. As câmeras da transmissão mostraram o técnico argumentando com o árbitro Vinicius Gonçalves:

“Com essa pressão que o Flamengo faz na arbitragem, só podia dar nisso. Terceiro jogo que o VAR chama, e o árbitro define contra a gente. […] Não foi nada! Isso aí está ridículo! Terceiro jogo!”

Vice Presidente do Bahia deu declaração

Portanto, após o fim da partida, o único representante do Bahia que falou foi o vice-presidente Vitor Ferraz. Em suma, todos os jogadores se negaram a falar por protesto. Decerto, no intervalo do jogo, alguns atletas até ameaçaram não voltar para o tempo final. Com a cara fechada e visivelmente triste, Vitor disse que o árbitro resolveu ser a atração principal do jogo. Entretanto, não comentou o que o Bahia fará como reclamação pelos erros da partida de hoje:

“Lamentar o que a gente assistiu aqui hoje. É estarrecedor o que vem acontecendo com a arbitragem no futebol brasileiro. O Bahia não suporta mais esse escárnio. O Bahia sofreu prejuízo pela terceira partida consecutiva. O VAR chama, e os árbitros não observam os equívocos cometidos. Nos dois lances anteriores, os erros foram reconhecidos pela comissão de arbitragem, em resposta a representações feitas pelo clube. Chegamos hoje e somos, mais uma vez, prejudicados. Hoje o árbitro decidiu a partida. Temos equipe que tem a folha salarial seis, sete vezes menor que a do Flamengo. Somos prejudicados dessa forma. A arbitragem do futebol brasileiro precisa ser revista. Não suportamos mais isso”.

Foto destaque: Divulgação/Bahia EC

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!