PARANÁ ENFRENTA JOGOS DIFICIES

A princípio, o Paraná não teve o começo de returno da Série C como imaginava. Dessa forma, o empate contra o Ypiranga, na noite da última segunda-feira (2), deixou o Tricolor na zona de rebaixamento. Assim, fica com nove pontos, na 9ª colocação. Assim, para tentar sair dessa situação delicada, a equipe paranista parte para uma sequência de dois jogos fora de casa.

Dessa maneira, o primeiro desafio será no próximo sábado (7), contra o Botafogo-SP, no Estádio Santa Cruz. No momento, a Pantera é a 5ª colocada no Grupo B, com dez pontos, ficando atrás do Ituano pelo saldo de gols. Assim, no primeiro turno, os paulistas levaram a melhor, vencendo por 1 x 0, na Vila Capanema.

Do mesmo modo, o segundo confronto será contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli, no próximo dia 16. Assim, como no momento, o Figueirense é o 7º colocado, com 13 pontos. O confronto se projeta, então, para ser um duelo direto para o Tricolor na briga pela permanência da Série C. Na Vila, as equipes empataram em 1 x 1.

Em entrevista coletiva após o jogo contra o Ypiranga, o treinador Silvio Criciúma afirmou que acredita que o Paraná tem condição de buscar o resultado como visitante. Isso porque, na sua opinião, o fator casa está fragilizado nesta temporada.

“O fator casa está sem força, do futebol em geral no cenário pandêmico. Então nós vamos viver jogo a jogo. Eu acho que temos plenas condições de buscar as vitórias, independente do local”, pontuou Criciúma.

Por fim, o Tricolor tem uma sequência de jogos bem interessantes para o decorrer do campeonato. Dessa forma, o time precisa pensar em um jogo por vez. Contudo, a chance de cair para a Série D do Brasileiro deve sempre estar na balança. Daqui para frente, os jogos vão ser mais disputados e cada ponto deve ser aproveitado.

Próximos jogos do Paraná Clube

  • Botafogo-SP x Paraná: 07/08, sábado, 19h – Santa Cruz
  • Figueirense x Paraná: 16/08, segunda, 20h – Orlando Scarpelli
  • Paraná x Ituano: 23/08, segunda, 20h – Vila Capanema

Foto Destaque: Divulgação/Allexandre Fellipe/Paraná

Luiz Santos
Escrever se torna um refúgio. Falar sobre esportes virou uma paixão. Setorista do Paraná FC