Na última segunda-feira (28) o Pacaembu completou 80 anos de história. No dia seguinte a inauguração do saudoso Paulo Machado de Carvalho, o Palestra Itália que mais tarde se tornou Palmeiras foi convidado para realizar a primeira partida oficial no estádio.

O confronto, válido pela Taça da Cidade de São Paulo, foi diante do Coritiba. E apesar dos paranaenses terem largado na frente, com gol de Zequinha, o verdão levou a melhor e acabou vencendo os rivais por 6 x 1. Além disso, uma semana depois o Palmeiras se consagrou campeão da competição no estádio ao vencer o Corinthians por 2 x 1.

Os torcedores palmeirenses alimentam um carinho especial pelo Paca ou ‘Porcoembu’ – como costumam chama-lo. Afinal, o estádio foi palco de inúmeras conquistas do clube, que foi o que mais conquistou vitórias lá. Ao todo, o verdão soma 27 conquistas com o time profissional e 12 com a categoria de base. Por isso, vamos relembrar alguns desses momentos.

https://twitter.com/Palmeiras/status/1255119580483084288?s=20

Arrancada Heroica 1942 – Campeão Paulista

Neste período, o mundo sofria com as pressões da Primeira Guerra Mundial, e por questões políticas o clube se viu obrigado a mudar de nome. Assim, nascia o Palestra São Paulo, que mais tarde, novamente a pedido do presidente brasileiro, se tornou: Palmeiras. Pois bem, a equipe alviverde fazia uma campanha impecável no Paulista: Ás vésperas de enfrentar a final diante do São Paulo o clube somava 16 vitórias, dois empates e nenhuma derrota.

Então, no dia 20 de Setembro de 1942, o Pacaembu abrigou um público de 55.913 pagantes para assistir o tão esperado confronto. Se por um lado o palestra se garantiria com a vitória ou mesmo um empate, por outro, os rivais precisavam vencer.  Desta forma, como era esperado, a partida foi acirrada e terminou com protestos da parte São Paulina.

O clube alviverde vencia por 3 x 1, quando aos 19’ da segunda etapa, Virgílio acabou sendo expulso por falta em Og Moreira. Além disso, foi assinalado um pênalti a favor do Palmeiras, revoltando os adversários. Já que o clube tricolor se recusou a prosseguir alegando irregularidades,  o árbitro Jaime Janeiro finalizou a partida e consagrou o Palmeiras campeão.

https://twitter.com/webradioporco/status/1042699074561032192?s=20

Palmeiras Campeão Brasileiro de 1994

Dono da melhor campanha do campeonato, o Verdão chegou a final diante do Corinthians. Já que o Morumbi estava com problemas no gramado, as duas partidas foram disputadas no Paca. Assim, no dia 15 de Dezembro aconteceu o primeiro jogo da decisão. Apesar da pressão do timão, o imbatível palestra não se intimidou e levou a vitória por 3 x 1 diante do rival. Só gol de ídolo: Rivaldo fez dois e Edmundo completou para o verdão. Por fim, Marques diminuiu para a equipe alvinegra.

Por outra lado, no dia 18 do mesmo mês aconteceu a final, um empate por 1 x 1 que garantiu a taça do verdão. Ainda assim, teve direito a comemoração de Edmundo em frente a torcida Alvinegra e dribles em Viola. Logo, sem novidades, os gols foram de Marques e Rivaldo. Assim, as arquibancadas do estádio foram tomadas pela alegria alviverde, que conquistava seu oitavo título brasileiro.

Conquista da série B em 2013

Um momento difícil para o torcedor, mas que ao mesmo tempo acabou sendo um divisor de águas. Apesar das dificuldades enfrentadas no começo e o desafio de reformular o elenco, o Palmeiras de Gilson Kleina teve a melhor campanha da competição.

Além disso, a torcida ganhou uma dupla de ataque imbatível: Alan Kardec e Leandro, foram protagonistas do time neste período. Outro destaque, foi o ídolo Fernando Prass, que saiu do Vasco para defender o clube na série B e caiu nas graças da torcida.

O atleta, marcou a trajetória do Palmeiras e foi decisivo para essa e inúmeras vitórias do Verdão. Por isso, no dia 16 de novembro, o clube conquistou o bi-campeonato com duas rodadas de antecedência. A partida, que aconteceu no ‘Porcoembu’, foi marcada pela vitória alviverde diante do Boa Esporte por 3 x 0.

Foto Destaque: Instagram

Ana Paula Contado
Meu nome é Ana Paula, tenho 20 anos, sou estudante de jornalismo e apaixonada por esporte, especialmente pelo futebol. Fascinada pela magia dos clássicos e leal a resenha, busco levar em meus textos a emoção de uma torcedora raiz.

Artigos Relacionados