Os “campeões brasileiros” de 1920 e 1937

Duas competições entraram para a história do futebol brasileiro como as primeiras tentativas de uma competição em nível nacional. Confira:
1920 – A primeira tentativa de um “brasileirão”
Com o objetivo de montar uma Seleção Brasileira para o Sul americano, a Confederação Brasileira de Desportos resolveu organizar em 1920 aquela que seria a primeira experiência a nível nacional para os times brasileiros: A “Copa dos Campeões Estaduais”.
Para a competição, a entidade convidou os campeões estaduais do ano anterior dos Estados do Rio de Janeiro (na época capital do país) São Paulo e Rio Grande do Sul, propondo pagar todas as despesas que os clubes iriam ter. Assim os clubes que participaram foram os seguintes:
Rio de Janeiro: Fluminense FC
São Paulo: CA Paulistano
Rio Grande do Sul: Grêmio Esportivo Brasil de Pelotas
Os jogos do torneio aconteceram de 25 de março a 3 de abril de 1920 no Estádio do Fluminense (Estádio das Laranjeiras), considerado na época o maior do país.
25 de março de 1920
Paulistano 7 × 3 Brasil de Pelotas
28 de março de 1920
Fluminense 1 × 4 Paulistano
3 de abril de 1920
Fluminense 6 × 2 Brasil de Pelotas
CLASSIFICAÇÃO FINAL
1 CA Paulistano 4 pontos
2 Fluminense 2 pontos
3 Grêmio Esportivo Brasil de Pelotas 0 ponto
Com duas vitórias, o Paulistano sagrou-se ” o primeiro campeão nacional”. Na época, pouco foi noticiado sobre o feito, já que o futebol ainda não era considerado um esporte de massa aqui no país.
ELENCO CAMPEÃO – Paulistano: Arnaldo – Orlando (c), Carlito – Clodoaldo, Mariano, Sergio – Zonzo, Mário Andrade, Friedenreich, Carlos Araujo, Cassiano. Técnico: Angelo Bernardelli.
1937 – o “Torneio dos Campeões” 
Dezessete anos depois, a Federação Brasileira de Football (FBF), na época rival da CBD, resolveu fazer um torneio nos moldes da Copa dos Campeões Estaduais, com o objetivo de consagrar um campeão nacional no Brasil. Surge assim o “Torneio dos Campeões” de 1937.
Vários clubes de todo país foram convidados, mas apenas 6 confirmaram presença. Foram elas:
Distrito Federal – Fluminense (Campeão do Carioca de 1936)
São Paulo – Portuguesa (Campeã Paulista de 1936)
Minas Gerais – Atlético Mineiro (Campeão Mineiro de 1936)
Rio de Janeiro – Sport Club Aliança (Campeão Campista de 1936)
Espírito Santo – Rio Branco-ES (Campeão Capixaba de 1936)
Time convidado – Liga Sportiva da Marinha – RJ
Os campeões do Rio de janeiro, São Paulo e Minas Gerias tiveram suas vagas asseguradas para a fase Final. Já os clubes da Liga de Sports da Marinha e o representante do Espirito Santo jogaram uma fase preliminar, em jogos de ida e volta.
6 de janeiro de 1937
SC Aliança 0 – 2 Liga de Sports da Marinha – Campos dos Goytacazes (RJ)
11 de janeiro de 1937
Rio Branco-ES 0 – 0 Liga de Sports da Marinha – Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
O Rio Branco-ES ficou com a vaga da preliminar
FASE FINAL
A fase decisiva teve o formato de pontos corridos, com jogo de ida e volta.
10 de janeiro de 1937
Portuguesa 4 – 1 Fluminense – Campo do Cambuci, São Paulo (SP)
13 de janeiro de 1937
Fluminense 6 – 0 Atlético-MG – Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)
13 de janeiro de 1937
Rio Branco-ES 3 – 1 Portuguesa – Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
17 de janeiro de 1937
Rio Branco-ES 1 – 1 Atlético-MG – Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
20 de janeiro de 1937
Fluminense 6 – 2 Portuguesa – Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)
24 de janeiro de 1937
Rio Branco-ES 4 – 3 Fluminense – Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
24 de janeiro de 1937
Atlético-MG 5 – 0 Portuguesa – Estádio de Lourdes, Belo Horizonte (MG)
28 de janeiro de 1937
Fluminense 5 – 2 Rio Branco-ES – Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)
31 de janeiro de 1937
Atlético-MG 4 – 1 Fluminense – Estádio de Lourdes, Belo Horizonte (MG)
31 de janeiro de 1937
Portuguesa 4 – 0 Rio Branco-ES – Campo do Cambuci, São Paulo (SP)
3 de fevereiro de 1937
Atlético-MG 5 – 1 Rio Branco-ES – Estádio de Lourdes, Belo Horizonte (MG)
14 de fevereiro de 1937
Portuguesa 2 – 3 Atlético-MG – Campo do Cambuci, São Paulo (SP)
CLASSIFICAÇÃO FINAL
1 – Atlético-MG 9 pontos
2 – Fluminense 6 pontos SG +6
3 – Rio Branco-ES 6 pontos SG -10
4 – Portuguesa 4 pontos
Diferente de 1920, o Torneio dos Campeões foi considerado um “título brasileiro” para alguns jornais da época. O Jornal dos Sports, por exemplo, destacou: “O Athletico levantou o título de campeão do primeiro certame entre clubes campeões regionais que a Federação Brasileira de Football instituiu para o corrente ano”.
ELENCO CAMPEÃO – Kafunga; Florindo e Quim; Zezé Procópio, Lola e Bala; Paulista, Alfredo Bernardino (Bazzoni), Guará, Nicola e Resende (Elair). Técnico: Floriano Peixoto.
Mesmo com o passar dos anos, nenhum destes dois títulos foi considerado um título nacional pela CBF, atual gestora do futebol brasileiro. Em 2010, até pegando carona na unificação Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, foi preparado um dossiê para que os títulos de 1920 e 1937 fossem reconhecidos, porém, nunca foi dada uma resposta concreta sobre o fato.
Jonathan Silva
Jonathan Silva
Um jornalista de 23 anos que simplesmente ama futebol. Trabalhou nos jornais Folha Metropolitana e Metrô News, de São Paulo, todos como repórter. Atualmente é assessor na empresa TBL Comunicação. Por paixão, há três anos criou o blog Gol de Canela Futebol Clube, que procurar contar um pouco sobre história do futebol.

Artigos Relacionados

Topo