Os 10 jogadores mais bem pagos do futebol brasileiro

O blog do ‘Jorge Nicola' trouxe os jogadores mais bem pagos do futebol brasileiro. Assim, nove atletas recebem mais de R$1 milhão entre salários, direitos de imagem e luvas. O ranking trouxe várias novidades em relação ao do ano passado. E importantes mudanças ocorreram, como Daniel Alves perdendo o posto de jogador mais bem pago do Brasil. Veja a seguir a lista:

Dudu

O primeiro da lista de ‘Jorge Nicola‘ é o atacante do Palmeiras. Dudu é o único do ranking a superar R$ 2 milhões mensais, recebendo incríveis R$ 2,1 milhões. Assim, o valor tem tudo a ver com as propostas exorbitantes que o atleta recebeu nos últimos anos da China. Para manter o ídolo, o Verdão teve que aumentar consideravelmente o salário de seu camisa 7. Entretanto, o ‘Baixola’ vem sendo o principal jogador do Alviverde durante anos e sendo fundamental em todos os títulos conquistados nas últimas temporada.

Gabigol

O artilheiro do Flamengo é o 2º atleta mais bem pago do Brasil. Após garantir a permanência do camisa 9, o Rubro-Negro tem que desembolsar R$1,6 milhões mensais ao atacante. Sendo assim, o atual salário do jogador é o que ele recebia na Europa – Gabriel aceitou reduzir quando voltou ao Santos e na primeira temporada no Fla. Um investimento que vem dando muito certo ao time do Mengão.

Daniel Alves

Uma das principais contratações do futebol brasileiro dos últimos anos, e a principal do São Paulo. Daniel Alves foi repatriado e aceitou uma redução salarial ao vir para o Tricolor. O time paulista desembolsa cerca de R$1,5 milhões mensais ao lateral. Daniel é o principal jogador do elenco, porém, ainda não conseguiu levantar um título pelo seu clube do coração.

Ramires

O ex-Chelsea chegou ao Verdão em 2019. Vindo da China, o Palmeiras tem que gastar uma boa grana para manter o atleta no elenco. Assim, Ramires recebe em torno de R$1,2 milhões. Entretanto, o jogador acumula lesões no Alviverde e ainda não conseguiu corresponder ao esperado.

Hernanes

O Profeta chegou ao São Paulo em 2019. Vindo da China, o camisa 15 teve que reduzir seu salário ao chegar no Brasil. O Tricolor desembolsa R$1,1 milhões mensais ao meio-campista. Hernanes já obteve êxito nas suas antigas passagens pelo clube paulista, mas atualmente não consegue desempenhar seu melhor futebol.

Alexandre Pato

Mais um do São Paulo, o Pato chegou em 2019. O camisa 7 se transferiu da China para o Brasil. O Tricolor Paulista gasta R$ 1 milhão mensal com o ponta. Sendo assim, Alexandre Pato já vestiu a camisa da equipe em 2014, porém, não vive seu melhor momento na carreira e é muito cobrado pela torcida.

Bruno Henrique

O companheiro de ataque de Gabigol chegou ao Flamengo em 2019. Desde sua chegada ao Mengão, Bruno Henrique se transformou em um dos melhores jogadores do Brasil. Entretanto, para o Fla manter seu driblador no elenco tem que desembolsar R$1 milhão por mês ao camisa 27. Igualmente ao Gabriel, o Bruno trouxe ótimos resultados ao Rubro-Negro.

Felipe Luís

Vindo diretamente do Atlético de Madrid, Felipe é um dos responsáveis pela temporada vitoriosa do Flamengo. Contudo, para repatriar o atleta, o Fla gasta R$ 1 milhão mensalmente para manter o jogador. Nesse ínterim, o lateral é sem dúvidas um dos melhores de sua posição – tal setor do campo que é muito carente no futebol brasileiro.

Vitinho

Vitinho chegou em 2018 ao Flamengo, o jogador chegou com status de ser o ‘cara’ do Mengão. Entretanto, o ‘Mitinho’ não conseguiu se firmar na equipe titular e por muitas vezes foi criticado. O atleta vem ganhando mais espaço nos últimos jogos, mas não é o principal em sua posição. Para manter o mesmo, o Fla desembolsa R$ 1 milhão ao mês.

Lucas Lima

O meia ex-Santos chegou ao Verdão em 2018. Muito criticado pela torcida do Peixe nas últimas temporadas dele pelo clube, sendo assim, Lucas decidiu trocar o time da baixada pelo Palmeiras. Chegando para ser o camisa 10 do Alviverde, Lucas Lima deixou muito a desejar e sofre bastante com as críticas dos torcedores do Palestra Itália. Entretanto, o jogador custa ao time R$900 mil mensalmente.

Foto destaque: Divulgação/FNV

Vinicius Tomei
Palmeirense do sangue verde, o Jornalismo surgiu ao acaso na minha vida e nele eu vi a oportunidade de falar do meu tão amado futebol, já que a vida de jogador não deu certo... "Quem sabe faz, quem não sabe fala".

Artigos Relacionados