corinthians

Certamente, o início de 2020 não está sendo dos melhores para o Corinthians. Muito pelo contrário, com o propósito de ter um time mais ofensivo nesta temporada, o Timão obteve apenas três vitórias em 12 partidas oficiais este ano. Sendo assim, o técnico Tiago Nunes, que foi contratado para mudar a ideia de jogo do time, já está pressionado no cargo do clube Alvinegro. Dessa maneira, com a parada do futebol devido a pandemia do Covid19 e faltando apenas dois jogos para o fim da 1ª fase do Paulistão, a pergunta que fica é: O que o Corinthians precisa fazer para sair dessa crise?

TEU PASSADO É UMA BANDEIRA

Como se sabe, o Corinthians foi o maior campeão do país na década passada, momento inclusive, que foi o mais vitorioso em sua trajetória. Para isso, o Alvinegro ficou caracterizado por ter  um estilo de jogo muitas vezes retraído, o que os intelectuais da bola chamariam hoje em dia de: Futebol reativo. No entanto, após 10 anos com esse “DNA” defensivo, a diretoria do Timão resolveu mudar essa característica, para um time que fosse protagonista. Fato que também foi aprovado por boa parte da torcida. Pois, embora estivesse muito feliz com um dos melhores momentos do time em toda sua história, a fiel não aguentava mais um estilo de jogo que não dava gosto de ver.

corinthians
torcida do Corinthians com a bandeira na Arena. (Foto: Bruno teixeira/ Corinthians.com)

TEU PRESENTE É UMA LIÇÃO

A princípio, foi exatamente neste cenário que o técnico Tiago Nunes chegou ao Corinthians. Além do mais, logo de início, o treinador teve que enfrentar a tão temida fase pré Libertadores, fato que em nada o ajudou. Pelo contrário, com a eliminação precoce, o treinador se complicou logo de cara em sua jornada pelo time. Dessa forma, todas as ideias de Tiago Nunes tem encontrado muita resistência neste momento, o que é bem natural por todas partes.

De um lado está a torcida, ferida e agustiada de ver o time sendo praticamente eliminado da 1ª fase do , que neste momento se mostra totalmente perdido no comando da equipe.

tiago nunes
Tiago nunes dando instruções aos jogadores no treinamento. (Foto: O Lance)

DOIS PASSOS ATRÁS

Entretanto, mandar o técnico recém contratado embora, seria como dar dois passos atrás. Ou seja, seria abrir mão de uma missão que foi estipulada pelo clube, além de admitir que foi um erro tentar mudar a filosofia do time, o que de forma nenhuma está correto. Isso, porque o futebol, como em tudo na vida, evoluiu. E assim, o Corinthians precisava também procurar novas formas de vencer uma partida. É bem certo que, o Timão está muito mal, com uma campanha que beira ao rídiculo. Mas, agora, é necessário que se vá fundo nesta ideia, pois se não, toda reformulação que houve no clube terá sido em vão.

corinthians
Presidente do Corinthians, Andres Sanches pressionado por dirigentes do clube. (Foto: Feitosa/sccp online)

DAR UM PASSO ATRÁS

Pois, afinal, qual é o problema desse time do Corinthians?. Por que o time joga tão mal?. Eu acredito que o problema seja a confiança, na verdade, a falta dela. Desde o principio o próprio treinador ressaltou a importância deste fator mental para o desenvolvimento de sua equipe. Entretanto, no decorrer das partidas, o time enfrentou algumas dificuldades. Por consequência, a equipe acabou perdendo a confiança, devido aos maus resultados.

Sendo assim, o foco do trabalho de Tiago Nunes precisa ser reajustado. Digo reajustado, pois, o técnico tem tentado implantar suas ideias de jogo desde o primeiro minuto no clube, porém, sem nenhum resultado até então. Desta maneira, o time precisa obter um nova dose de confiança para, ao longo prazo, poder dar o retorno que se espera. Mas para isso, voltar a vencer é essencial, fato que não ocorre a cinco jogos.

Em síntese, a rotina atual do Corinthians é desempenho/resultado. Porém, sem a confiança, o time não tem conseguido ter bons desempenhos, estando assim, muito distante de um melhor resultado. Dessa maneira, o antídoto Alvinegro seria mudar a ordem, dando total foco para o resultado, (isso de forma imediata). Assim, o resultado traria confiança, que por sua vez, daria a tranquilidade que o time precisa para ter um bom desempenho e assim poder ter bons resultados a médio e longo prazo.

 

FOTO/DESTAQUE:REPRODUÇÃO:GLOBOESPORTE

Alan Martins
Olá, meu nome é Alan Martins de Almeida, de 26 de Junho de 1995. Neste dia nasci para Deus, minha família e para o Futebol. Viver, torcer, assistir e comentar faz parte de quem Eu Sou. Agora compartilho um pouco desse amor para todos aqueles que assim como eu tem o #Futebolnaveia!

Artigos Relacionados