O último jogo profissional de Mané Garrincha

Depois de ter encantado o mundo com sua genialidade, Mané Garrincha, já com 38 anos, era o dono da camisa 7 do Olaria Atlético Clube em 1972. Ele foi contratado pela equipe carioca, com ajuda de empresários, após dois anos longe dos gramados.
A chegada do craque garantiu ao Olaria diversas viagem pelo Brasil. Garrincha ainda atraía atenção por onde passava, e muitos times pagaram só para enfrentá-lo em amistosos. Ao todo, foram quatro meses intensos para os torcedores do Azulão da Bariri
O último jogo oficial do Garrincha pelo Olaria aconteceu no dia 7 de setembro de 1972, em amistoso contra a Caldense. Na oportunidade, o clube mineiro comemorava 47 anos de fundação e contratou os cariocas para o jogo festivo por 12 mil cruzeiros, mais passagens e despesas com a viagem.
O resultado foi de 5 a 1 para os mineiros. Em meio a diversas festividades, o nome de Garrincha sempre era ecoado pelos torcedores durante toda a partida. Ninguém imagina, nem mesmo os companheiro de clube, que aquela seria a última aparição do “anjos das pernas tortas” como jogador profissional. Era o fim da carreira de um dos maiores jogadores que o futebol brasileiro já produziu.
Em 1973, uma partida entre Brasil x Combinado Estrangeiro foi organizada no Maracanã para homenagear o craque já aposentado dos gramados. Ele faleceu dez anos depois, aos 49 anos de idade, vítima do alcoolismo.

BetWarrior


Poliesportiva


Jonathan Silva
Jonathan Silva
Um jornalista de 23 anos que simplesmente ama futebol. Trabalhou nos jornais Folha Metropolitana e Metrô News, de São Paulo, todos como repórter. Atualmente é assessor na empresa TBL Comunicação. Por paixão, há três anos criou o blog Gol de Canela Futebol Clube, que procurar contar um pouco sobre história do futebol.

    Artigos Relacionados

    Topo