Hernanes (Foto: Felipe Espíndola/ São Paulo)

A grande notícia desta quarta-feira (14) é a possível saída de Hernanes do São Paulo. Afinal, o meia tem recebido poucas oportunidades de Hernán Crespo e quando recebe não corresponde. Assim, o contrato do jogador deve ser rescindido nos próximos dias. Porém, o vínculo é até dezembro deste ano.

A princípio, o Profeta tem ficado fora até mesmo do banco de reservas. Por exemplo, esteve de fora do jogo contra o Racing. Dessa forma, um jogador caro e que não tem jogado causa um enorme prejuízo financeiro aos cofres do São Paulo. Inclusive, Hernanes recebe cerca de 1 milhão de reais mensais. Além disso, é de conhecimento geral a péssima situação financeira do Tricolor Paulista. Portanto, a saída do atleta é vista com bons olhos pela diretoria.

As partes estão negociando os valores, e a rescisão deve ocorrer até quinta-feira (15). Aliás, segundo informações da ESPN, o pedido partiu do próprio jogador. Dessa forma, as palavras de Hernán Crespo na entrevista coletiva podem dar pistas sobre a questão sigilosa.

“É uma situação particular e privada que prefiro não falar. Talvez a direção ou o Hernanes, acredito que não devo falar neste momento”, afirmou Crespo.

Hernanes possui uma linda história com a camisa do São Paulo. Afinal, o jogador é bicampeão brasileiro e campeão paulista com o clube. Porém, em 2017, o Profeta foi o símbolo da retomada Tricolor e ajudou a equipe a se livrar do rebaixamento. Dessa forma, o meio-campista se encontra na calçada da fama e está no seleto hall de ídolos do Time da Fé.

Foto Destaque: Divulgação/Felipe Espíndola/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.