O Clube Athletico Paranaense é grande!

O futebol brasileiro mudou. Muitos clubes cresceram e outros se apequenaram. Com isso, o Athletico Paranaense se tornou um dos grandes. Em contrapartida, equipes como Botafogo, Cruzeiro, Vasco e Fluminense têm a cada dia perdido prestígio e feito campanhas pífias em diversos campeonatos. Com isso, a cada dia mais se afundam em dívidas e deixam o seu torcedor cada vez mais triste e envergonhado. Com isso, foi dando espaço para o Furacão crescer e incomodar os grandes.

Além de caírem mais de uma vez para a 2ª divisão do Campeonato Brasileiro, exceto o Cruzeiro, que caiu apenas em 2019, essas equipes vem desempenhando péssimas campanhas há anos em vários campeonatos. Brigam para não cair, ficam devendo meses de salários e direitos de imagem para seus jogadores e funcionários. Além disso, compram jogadores e não pagam. E com isso, vão se apequenando.

Crescimento do Furacão

Em contrapartida, o Athletico vem crescendo a cada dia. Desde quando Mario Celso Petraglia assumiu como dirigente da entidade em 1995, foi dado início a uma grande revolução no clube, que começou a mudar drasticamente. Ele aplicou uma política de gerenciamento financeiro com o foco em lucros, corte de gastos desnecessários e êxitos técnicos. Com isso, começou com a construção de seu novo estádio e centro de treinamento.

Além disso, fez investimentos na categoria de base e começou a incomodar os grandes, ganhando títulos e chegando às competições internacionais, como a Copa Sul-Americana e a Libertadores da América. Também em 1995, ganhou seu primeiro título nacional: a 2ª divisão do Brasileirão. Em 2001, a equipe ganhou seu primeiro título de expressão: a 1ª divisão do Campeonato Brasileiro, na época disputado ainda em mata-mata.

Contudo, demorou bastante para ganhar novos troféus nacionais, pois a estruturação foi grande. Bateu na trave algumas vezes, pois não conseguia conquistar títulos fora os estaduais. Entretanto, em 2018 veio um troféu que elevou seu patamar. O CAP surpreendeu, ganhando a Sul-Americana – seu primeiro título internacional -. Porém, não ficou por aí. O clube crescia cada dia mais, faturando mais dinheiro, apostando em jogadores baratos e pouco conhecidos. Ao passo que quando estouravam para todo o Brasil, eram vendidos por altos valores, deixando, assim, os cofres cheios. Dessa forma, foram feitos investimentos, mas sempre com um teto baixo salarial, sem extrapolar e fazer loucuras.

Em 2019, veio a consagração dos ótimos trabalhos que a diretoria vinha desempenhando. O clube conquistou a Copa do Brasil, o segundo maior torneio do país. Porém, o que tem as premiações mais altas. E fez a entidade dar um salto nas finanças, que já vinham tendo ótimo gerenciamento.

Incomodando aos grandes

Mas antes mesmo desse título, muito se falava do Furacão incomodando os chamados times grandes. Assim como, não apenas dentro de campo incomodava, mas também nas contratações, pois os jogadores passaram a querer ir jogar lá, pois sabiam que teriam seus salários em dia. Deixavam de jogar em clubes maiores, mesmo com altos salários, porém, que quase sempre estavam atrasados. Ou seja, o Athletico se tornou não apenas um modelo de gestão financeira, mas também um modelo de gestão de sua base e gestão do futebol, de forma direta e indireta.

Ao longo dos anos, a entidade sempre teve seus princípios e sempre lutou por eles. Há anos vem batendo o pé contra a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, entre outros torneios. Porém, o clube lutou contra a emissora e disse que se não chegassem aos valores solicitados, não teriam jogos transmitidos. E assim aconteceu. Depois de muito tempo, a Globo abriu mão e reformulou a proposta para o time. Com isso, o Athletico Paranaense foi a equipe que mais faturou com a televisão no Brasil em 2019. Mais até que o Flamengo, que tem a maior torcida do país e foi campeão do Brasileirão e da Libertadores.

Mantendo todo esse bom trabalho, o clube continuará sendo por muitos ano uma das principais equipes do futebol brasileiro. Como resultado de toda essa análise e exposição de dados, o Futebol na Veia afirma que sim, o Clube Athletico Paranaense é grande!

Foto Destaque: Reprodução/BP Filmes

João Marcos Duarte
Escolhi o jornalismo pois tenho paixão por informar, pois amo o esporte, principalmente o futebol. Como quase todo jornalista, sou um jogador frustrado, rs. Já apresentei e fiz coberturas de eventos, escrevi artigos para blogs, sou redator de um jornal on-line que começou na faculdade. Tenho como objetivos principais o de informar, levar informação a nossa população, de uma forma leve e que todos entendam. Tenho uma personalidade forte, pois amo um debate, falar de assuntos que muito se fala que não há discussão, como futebol, política e religião. Busco sempre respeitar e ter empatia pelas pessoas.

Artigos Relacionados