Salgueiro é campeão pernambucano pela primeira vez (Foto: Divulgação / Twitter FPF PE)

Nesta quarta-feira (5), Santa Cruz e Salgueiro voltaram á campo para o jogo da volta da final do Campeonato Pernambucano. Assim, no Arruda, após o 1 x 1 na primeira partida, as equipes fizeram um confronto mais equilibrado e mais incisivo no ataque. No entanto, não conseguiram balançar as redes e o tempo normal terminou em 0 x 0. Nos pênaltis, a Cobra Coral perdeu dois chutes, e Muller Fernandes marcou o gol que decretou o título pernambucano para o Carcará.

1º TEMPO

Assim, as duas equipes fizeram uma etapa inicial mais movimentada e com polêmica em relação ao primeiro jogo no Cornélio de Barros. Logo, tomando a iniciativa, o Santa Cruz dominou a primeira metade com mais volume de jogo e jogadas pelas pontas. Aos 12′, Pipico tocou para Fabiano, que cruzou para Jeremias mandar a bola para o fundo da rede. No entanto, o assistente Clóvis Amaral errou ao marcar impedimento e anular o gol.

Em seguida, nova polêmica, o árbitro marcou falta próxima a linha de área do Salgueiro, o Santa Cruz ficou pedindo pênalti. Na cobrança, a bola bateu na barreira. Enquanto isso, o Carcará chegava em bolas paradas, sem muito perigo. Mas, aos poucos, os visitantes foram equilibrando a partida. Assim, Renato chutou de fora da área e a bola passou muito perto do gol de Maycon. Por fim, aos 34′, Jeremias arriscou de longe e Tanaka fez grande defesa. Dessa forma, mesmo superior em campo, a Cobra Coral não conseguiu balançar a rede adversária.

https://twitter.com/SantaCruzFC/status/1291181167618797568

2º TEMPO

Na volta do intervalo, o Salgueiro se impôs mais e com uma forte marcação diminuiu os espaços do Santa Cruz, que teve mais dificuldades para chegar com perigo. Assim, as equipes ficaram reféns de chutes de fora da área, em um deles, Thomas Anderson isolou. Aos 18′, o Carcará teve sua primeira boa chance na falta cobrada por Ciel que Maycon espalmou.

A partir de então, o Santa Cruz voltou para o jogo, povoando mais o campo de ataque e criando boas chances. Assim, a bola sobrou para Didira na área que bateu forte, Tanaka fez grande defesa. No rebote, o Tricolor finalizou novamente e o goleiro do Salgueiro salvou o Carcará evitando o primeiro gol. Dessa forma, sem maiores lances, a partida se encaminhou para as penalidades máximas.

PÊNALTIS

Nas penalidades, Pipico, Danny Morais e Toty marcaram para o Santa Cruz. Já Ciel, Alisson Araçoiaba e Adenilson anotaram para o Salgueiro. No entanto, após Victor Rangel e Ranieri perderem e manterem o empate, André desperdiçou pelo Tricolor e coube a Muller Fernandes fazer o gol mais importante da história do Carcará e decretar o primeiro título estadual do Tricolor do Sertão.

View this post on Instagram

Campeão pernambucano de 2020

A post shared by Salgueiro Atlético Clube (@salgueiroacpe) on

E AGORA?

Dessa forma, com o resultado, o Salgueiro é campeão pernambucano pela primeira vez em sua história. Já o Santa Cruz entra para a história como o primeiro vice-campeão invicto. Agora, as equipes voltam á campo pelo Campeonato Brasileiro. Enquanto a Cobra Coral disputa a Série C, o Carcará joga a Série D.

MELHORES MOMENTOS

Em breve.

Foto Destaque: Divulgação / Twitter FPF PE

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados