Pan 2007

Depois de reprisar alguns grandes jogos da Seleção Brasileira Masculina, a Rede Globo irá retransmitir, neste domingo (10), às 16h, a conquista do ouro do futebol feminino no Pan-Americano 2007. Assim, a narração será original e fica por conta de Galvão Bueno. Certamente, aquela final é uma das grandes conquistas na história do futebol feminino brasileiro, ainda mais em casa. Portanto, confira a trajetória das nossas meninas que como resultado, foi até a final naquela oportunidade.

CAMPANHA BRASILEIRA NO PAN 2007

A Seleção marcou incríveis 33 gols nos 6 jogos da competição. Além disso, não sofreu nenhum. Como resultado, venceu de maneira convincente duelos contras grandes seleções mundiais, como os Estados Unidos e o Canadá. Embora não seja uma categoria muito popular, a final contou com mais de 70 mil pessoas prestigiando no Maracanã.

Juntamente com isso, Marta foi eleita não só melhor jogadora do Pan, como também artilheira, com 12 gols marcados. Bem como foi a primeira mulher a entrar na calçada da fama do Maracanã. Definitivamente,  Cristiane, que foi uma das goleadoras, também ajudou muito nisso. A então atual Melhor Jogadora do Mundo FIFA, foi a maestrina para a equipe no torneio. Sobretudo na final, onde marcou 2 gols e deu 2 assistências. Como resultado, além dela, Cristiane (2) e Daniela Alves também marcaram para o Brasil, que venceu por 5 x 0.

Rodada Partida Gols
Brasil 4 x 0 Uruguai Daniela Alves (2), Cristiane e Rosana
Brasil 5 x 0 Jamaica Kátia (2), Daniela Alves, Marta e Cristiane
Brasil 10 x 0 Equador Cristiane (4), Daniela, Marta (4) e Pretinha
Brasil 7 x 0 Canadá Marta (5), Rosana e Daniela
Semifinal Brasil 2 x 0 México Rosana (2)
Final Brasil 5 x 0 EUA Marta (2), Cristiane (2) e Daniela Alves

A IMPORTÂNCIA DA CONQUISTA

Dessa maneira, a fim de homenagear o aniversário de 10 anos da conquista, a CBF conversou com algumas das protagonistas do título. Assim, de acordo com Cristiane, a conquista foi muito importante para o cenário desvalorizado do esporte feminino no Brasil.

“Foi a porta para incentivar outras meninas a terem um interesse maior no esporte. E a torcida também, né. Acreditar, acompanhar, torcer até o final. Então, daquele Pan-Americano em diante, eu acho que mudou a nossa vida, por ter conquistado uma medalha em casa. E ter mudado a vida de outras meninas também, porque acho que foi um momento que inspirou muito.” 

ESCALAÇÕES DA FINAL

Brasil: Andréia; Aline, Renata Costa e Tânia; Elaine, Daniela Alves (⚽), Formiga, Marta (⚽⚽) e Rosana (Kátia Cilene); Cristiane (⚽⚽)(Pretinha) e Maycon. Técnico: Jorge Barcellos.

EUA: Naeher; Taylor, Fountain, Marshall e Wilmoth (Enyeart); Heath, Wright, Edwards e Nogueira; Cheney e O'Hara. Técnica: Jillian Jones.

GOLS DA PARTIDA

Foto destaque: Reprodução/Rafael Ribeiro/CBF

Paulo Sérgio Nunes
Carrego comigo a paixão pelo futebol passada pelo meu avô. Tenho 20 anos, curso Ciências da Comunicação na Universidade do Porto, em Portugal, e sou apaixonado pelo Jornalismo Esportivo desde criança. Amante de todos os tipos de futebol, seja ele em torneios amadores ou na Copa do Mundo. Acredito que a magia do esporte está na paixão de quem o joga. Admirador da causa do futebol feminino no Brasil e no mundo. Contato no Instagram: @paulosnns

Artigos Relacionados