Micaelly fecha com o São Paulo

- Tricolor segue preparação para a temporada de 2021
Micaelly fecha com o São Paulo(Foto: Gabriela Montesano / São Paulo FC)

Uma das maiores promessas no futebol feminino nacional, escolheu o Tricolor  para atuar nessa temporada. Micaelly, tem apenas 20 anos e é natural da cidade de Autazes, Amazonas. Atacante, a atleta começou sua carreira no Iranduba. Em seguida, atuou pelo Sport e também pelo Cruzeiro, onde estava há dois anos.

JOVEM PROMISSORA

Apesar de jovem, a jogadora tem amplo currículo de conquistas: Campeonato Amazonense (2016), Campeonato Pernambucano (2018), Taça Cidade do Paulista (2018) e Campeonato Mineiro invicto (2019). Assim, pelo Cruzeiro esteve na conquista do vice da Séria A2 em 2019, garantindo o acesso à série A1 para a equipe mineira.

Em sua carreira, a atacante marcou 25 vezes em 75 jogos. Assim, também é destaque das seleções de base. Em 2016, jogou o Mundial sub-17 pela seleção. Além disso, a atleta é figurinha constante na equipe sub-20, ela jogou a primeira fase do Torneio Sul-Americano, marcando quatro vezes em quatro jogos. Todavia, a próxima fase da competição ainda será disputada.

Através de entrevista à WPAssessoria, a jogadora falou sobre o sentimento de vestir uma camisa tão importante para o futebol:

“Estou muito feliz por vestir esse manto em 2021, feliz por fazer parte de um grupo tão gigante. Quero falar para a torcida tricolor que sempre darei o meu máximo, vou defender a camisa com muita dedicação e vontade. Sempre vou deixar meu melhor dentro de campo e fazer a torcida muito feliz! “

Assim, a contratação de Micaelly faz parte do planejamento são paulino para competir fortemente em 2021. A equipe disputará o Brasileirão A1 2021, bem como o Paulistão e a Copa Paulista.

Foto destaque: Gabriela Montesano / São Paulo FC

BetWarrior

Bruna Klingspiegel
Bruna Klingspiegel
22 jogadores em campo, 45 mil pessoas ao redor e todos de olho em uma única coisa: a bola. A paixão pelo futebol ultrapassa dimensões exatas. É a linha tênue entre o choro de alegria e as lágrimas pela derrota. Historiadora e Estudante de Jornalismo em busca do sonho de ouvir e contar histórias do esporte mais amado do Brasil.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Topo