Nessa sexta-feira (5), o Futebol na Veia por meio de live no Instagram, conversou com o goleiro Matheus Donelli, arqueiro do Corinthians e campeão mundial sub-17 com Seleção Brasileira. Dessa forma, o promissor goleiro do Timão contou sobre seu início no futebol, suas experiencias na seleção sub-17 e na base do Alvinegro. Assim como, falou de pretensões dentro de sua carreira no futebol.

PAIXÃO PELO FUTEBOL

Nossa entrevista foi conduzida por nosso redatora, Giovanna Monteiroque introduziu a entrevista perguntando sobre o início do jogador no futebol, e como surgiu essa paixão pelo esporte.

”Eu comecei jogando bola muito novo, aos cinco anos de idade. Comecei jogando em uma escolinha do São Caetano, lá em Pirituba, onde eu nasci. Sempre fui goleiro, eu não fui aquele caso que não deu certo na linha, era perna de pau e acabou indo pro gol”, disse dando gargalhadas.

”O pessoal da escolinha tinha contato com o Barueri, que disputava futsal. Fui fazer um teste um teste no Barueri, fui aprovado e fiquei durante dois anos, joguei o sub-7 e 8 lá, e fui muito bem, me destacando e chamando a atenção do Corinthians. O Corinthians me fez o convite pra jogar no futsal sub-9 lá. eu aceitei esse convite e acabei indo pro Corinthians com oito pra nove anos. E nesse mesmo ano eu tava indo muito bem, e o campo começou a me puxar pra treinar. Na época não existia categoria pra minha idade, então eu já treinava com o sub-11”, completou.

ASCENSÃO E ESCOLHA PELOS CAMPOS

O atleta comentou que seguiu conciliando as quadras com os gramados até os 14 anos. No entanto, o arqueiro corintiano afirmou que tinha chegado à hora de escolher o caminho a trilhar. Com isso, optou pelos gramados por estar ganhando projeção.

”Eu continuei nesse caminho de futsal e campo até meus 14 anos[…], futsal pra mim é muito gostoso de jogar, sempre que tem jogo eu tô acompanhando, só que chega uma hora que você tem que decidir pra que lado seguir, então eu decidi o campo[…], eu tava me destacando, ganhando projeção, então escolhi o campo e Graças a Deus eu tô até hoje aí, muito feliz pelo que vem acontecendo”, afirmou o goleiro.

AMOR AO CORINTHIANS

Donelli comentou sobre sua paixão pelo Corinthians. Do mesmo modo, o goleiro afirmou que sempre foi corintiano, e que frequentou muito os estádios para acompanhar seu clube de coração. Além disso, confessou que seu jogo favorito da história do Corinthians é a final da Libertadores, competição que, segundo o próprio, acompanhou de perto todos os jogos da competição.

”Sou corintiano, desde molequinho sempre fui de ir no estádio. Meu jogo favorito é a final da Libertadores, eu tava no estádio, fui em quase todos os jogos”, disse.

Juntamente, quando perguntado, Donelli elencou seus cinco maiores ídolos da história do Corinthians.

”É que eu sou de uma época mais recente, vou falar os que mais marcaram: […] Cassio, Ronaldo Giovanelli, Sheik, Marcelinho Carioca e Sócrates”, completou o goleiro, que tem contrato com o Corinthians até o fim de 2021.

INSPIRAÇÕES

De acordo com o jogador, suas maiores inspirações são os maiores goleiros do futebol brasileiro e mundial, dentre eles, o maior tem sido o Cassio, ídolo do Corinthians, que foi convocado para última Copa do Mundo, sendo hoje o goleiro titular do Corinthians.

”Eu admiro muitos goleiros, um cara que eu levo como inspiração é o Cassio. Como eu sempre fui de frequentar estádios, eu peguei a fase boa dele. A partir do momento que eu comecei treinar ao lado dele e conhecer ele, eu virei mais fã ainda, fico muito feliz de ter um ídolo ali ao meu e procuro absorver o máximo”, afirmou.

LIDANDO COM A PRESSÃO

No dia 17 de maio, o goleiro completou apenas 18 anos de idade. Com isso, comentou sobre a pressão natural por estar debaixo das três traves e como faz para lidar com essa pressão.

‘Faz parte do futebol, principalmente na minha posição. Ali exige um nível de concentração e responsabilidade muito alto […]. Hoje em dia, o goleiro tá cada vez mais participativo, principalmente nesse jogo com os pés[…], só que muitas vezes a gente acaba não participando muito do jogo, dependendo da característica da equipe adversaria, então eu procuro sempre estar ajudando na comunicação”, afirmou o arqueiro.

SELEÇÃO BRASILEIRA

Como é de conhecimento da maioria, Matheus Donelli foi campeão mundial sub-17, no ano passado. A competição foi sediada pelo Brasil, o que deu um gosto mais especial para conquista. Além de, Donelli ter ganho o prêmio de melhor goleiro da competição. Porém, sua historia com a seleção brasileira, já vem desde a categoria sub-15.

”Eu vou para a seleção de base, Graças a Deus, desde o sub-15[…]. Falando desse momento mais recente da copa, foi um momento muito especial. Tudo que a gente viveu ali, sabe, foi um sonho realizado. Sempre foi um objetivo, estar ali representando a seleção[…], foi algo que marcou muito, marcou minha família. Faltam até palavras pra descrever esse momento”,  descreveu o atleta.

DONELLI E ESTUDOS

O goleiro afirmou que terminou seus estudos no ano passado, porém, não deixou de dar continuidade neles. Matheus Donelli iniciou sua faculdade de Gestão do Futebol, e declarou que pretende usar dentro das quatro linhas os conhecimentos que irá adquirir dentro de sua graduação.Nesse sentido, ainda afirmou que num futuro ainda distante, pode usar esses conhecimentos para trilhar carreira como técnico.

”Eu penso muito lá na frente, eu acho que é um tempo que eu ganho. Se eu me tornar um goleiro de alto nível, como eu sonho, após  me aposentar[…], se eu decidir fazer algo, claro que eu vou ter que estudar depois, mas eu já vou ter um caminho”, afirmou o goleiro.

PRETENSÕES PARA O FUTURO

O jogador quando perguntado sobre suas pretensões para sua carreira, o arqueiro respondeu que se viu tranquilo em relação aos seus próximos passos como goleiro do Corinthians. Diante disso, Matheus Donelli pretende subir ”degrau por degrau”. Contudo, reiterou que a estreia nos profissionais seria a realização de um sonho. Atualmente, o goleiro gera muitas expectativas por parte da torcida, que se vê ansiosa por sua estreia no elenco principal. Recentemente, Donelli deixou o plantel do sub-20 que disputava a Copinha, para integrar o elenco principal na Florida Cup.

”Eu trabalho muito com objetivos degrau por degrau. Esse é meu principal objetivo: Estar ali no profissional. Estrear pelo Corinthians seria a a realização de um sonho. Mas antes eu tenho outros objetivos no sub-20 pra conquistar também”, relembrou.

O atleta comentou sobre sonho de jogar na Europa, e disse que não tem um clube especifico que deseja jogar no velho continente.

”Eu tenho vontade sim! É um sonho. Hoje em dia todo garoto sonha em jogar na Europa, pelo nível que o futebol de lá ta […], um clube especifico eu não tenho”, afirmou o goleiro.

VEJA A LIVE NA ÍNTEGRA:

Foto Destaque: Alexandre Loureiro/CBF

Gabriel Ricardo
Gabriel Ricardo
Instagram: @gabriel_ricardo77 Meu nome é Gabriel, sou estudante de jornalismo pela UNIP. Fascinado por esportes, futebol principamente, e fã da resenha e dos debates, percebi desde cedo que jornalismo seria o caminho que eu iria trilhar. Com o amor pelo futebol e vivência na arquibancada, vi e sinto na pele que o futebol é muito mais que 11 contra 11. E é essa mensagem que tentarei transmitir a todos enquanto me for possível.

Artigos Relacionados