Luiz Henrique aponta união do Fluminense e destaca: "Vai nos ajudar a conquistar essa vitória"

Nesta quinta-feira (19), o Fluminense disputa uma vaga na semifinal da Copa Libertadores. Desse modo, o Tricolor entra em campo às 21h30 (horário de Brasília), no Equador, contra o Barcelona-EQU. Assim, na tarde desta quarta-feira (18), o técnico Roger Machado encerrou a preparação para a partida decisiva, com um treino no Estádio George Capwell, do Emelec.

Nesse hiato, após o fim dos treinos, o atacante Luiz Henrique falou ao site oficial do Fluminense. Com isso, o jogador destacou que o time está preparado e merece voltar para casa com a classificação no torneio.

“Nosso time está muito preparado para esta decisão. A gente vem trabalhando firme, focado em conseguir essa classificação para a semifinal. Vamos dar nosso máximo para sair com a vitória e a classificação, que nosso grupo merece muito”.

Fluminense em busca da classificação

Dessa forma, o Fluminense vai em busca de uma classificação, que não acontece desde 2008. Por isso, Luiz Henrique, um dos destaques da equipe tricolor nas últimas rodadas, salientou as dificuldades de jogar em Guayaquil. No entanto, o Moleque de Xerém apontou a união do grupo como um trunfo para a conquista pela vaga na semifinal.

“Esse grupo é muito unido e aguerrido. A gente vem conversando bastante para ajustar alguns detalhes importantes e essa força coletiva vai nos ajudar muito a conquistar essa vitória e a vaga na semifinal”.

No primeiro jogo, contra o Barcelona de Guayaquil, no Maracanã, as equipes terminaram com um placar igualado, por 2 x 2. Desse modo, nesta quinta-feira (19), o Fluminense busca uma vitória, na segunda e decisiva partida das quartas de final da Copa Libertadores.

Com isso, o clube garantiria uma a vaga nas semifinais do torneio continental. Por outro lado, na conquista de um empate, desde que marque três ou mais gols, o Fluminense também avança para a próxima fase da competição.

Foto Destaque: Divulgação/Fluminense

Juliana Veiga
Estudante de Jornalismo, carioca, 22 anos. Escolhi o jornalismo, pois é uma profissão admirável, que apresenta uma amplitude de áreas para atuação e possui a missão de informar e formar opiniões. Desde a minha infância sonhava em ser comunicadora, e a paixão pelo futebol sempre esteve presente em minha vida. Assim, tornando o jornalismo esportivo a primeira certeza que tive na profissão. Redatora em sites jornalísticos e apaixonada por esportes, escrita e fotografia.