Juventus contrata ex-Palmeiras e Santos para temporada 2018

Na manhã desta segunda-feira (18), o presidente do Juventus da Mooca, Domingo Sanches, anunciou os novos patrocinadores e parceiros, uniforme e elenco para a temporada 2018 do Moleque Travesso.

O patrocinador master será o Hospital São Cristóvão, mas a equipe contará com outros diversos parceiros que irão ajudar o clube nessa próxima temporada. Também foi anunciado o convênio que o Juventus fez com a FAM (Faculdade das Américas), no qual os sócios torcedores, sócios do clube, funcionários e filhos de funcionários terão 25% de desconto na universidade (exceto alguns cursos).

O primeiro jogo do tradicional time da Mooca é no dia 17/01, contra o Votuporanguense, fora de casa. No dia 24/01, contra o Rio Claro, acontece a primeira partida diante da sua fanática torcida.

O elenco de 2018 será comandado por Edmilson de Jesus e conta com: André Dias, Omena, Rafael (goleiros); Felipe Saturnino, Hebert, Robson Júnior (zagueiros); Léo Cunha, Rafael Borel, Guilherme Cururu (laterais); Thiago Bonfim, Wendel (volantes); Natã, Rosinei, Baroni, Cesinha (meias); Jean Carlos e Weldon (atacantes).

Os dois principais reforços para a temporada serão o meio-campista Rosinei (ex-CSA) e o volante Wendel (ex-Desportivo Brasil). Após a apresentação, Wendel concedeu uma entrevista exclusiva ao FNV! Confira abaixo:

Wendel, ex-Palmeiras e Santos, chega para defender o time juventino. Foto: Marcella Azevedo

Marcella Azevedo – Quais são as suas expectativas para o ano de 2018?
Wendel – O principal objetivo, meu e dos meus companheiros, é o acesso e o título da serie A2 do Campeonato Paulista.

MA – A torcida juventina é bastante exigente e está presente em todos os jogos do clube. O que você vai fazer para conquistar essa torcida?
Wendel – Vou mostrar meu futebol dentro de campo, mostrar minhas características, que são raça e qualidade. Quero deixar o torcedor bastante satisfeito com o clube e também com os jogadores.

MA – Você passou por diversos clubes como Palmeiras, Santos, Atlético-PR e Ponte Preta, além de Boa Esporte e Mogi Mirim. Você conquistou alguns títulos e agora está com a missão de levar o Juventus para a série A1 do Paulista. Como você encara essa responsabilidade?
Wendel – É uma coisa normal do futebol conquistar os títulos e ter certas responsabilidades. Meu objetivo é sempre vencer e estou preparado para isso com a camisa do Juventus. Quero ser lembrado no clube e só é lembrado quem vence. Tenho muita fé em Deus e o trabalho vai ser bem feito para conquistarmos esse título.

MA – Você começou como volante e algum tempo depois foi para a lateral. Diante dessas duas características, em qual você prefere atuar?
Wendel – Sempre preferi de volante, que é minha posição de origem. Na lateral sempre joguei por questões táticas e para ajudar o professor, no que ele me pedia. Mas, hoje, no Juventus venho para jogar na minha posição de origem, que é volante.

MA – Para finalizar, qual foi o melhor momento na sua carreira até agora?
Wendel – Gostei muito da minha passagem pelo Palmeiras, quando conquistamos o Paulista e também quando conseguimos o acesso para a série A. Minha passagem pelo Santos foi bem importante, fui pré-convocado para a seleção brasileira, onde tive uma atuação grandiosa. E assim como você bem lembrou, minha passagem pela Ponte Preta foi muito boa e tenho um carinho muito grande pelos torcedores e respeito pelo clube.

Marcella Azevedo
Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.

Artigos Relacionados