Jorginho

O Cuiabá ainda não venceu, tendo seis empates e três derrotas no Brasileirão. Dessa maneira, a palavra de ordem no time é: vitória. Por isso, o técnico Jorginho confirmou um time ofensivo contra a Chapecoense.

“Meu objetivo é colocar a equipe ofensiva, nossa ideia é essa. Nós sabemos o quanto é importante o jogo e vamos em busca desses três pontos”.

Por outro lado, já se nota uma mudança de postura no Dourado. A princípio, antes da chegada de Jorginho, o clube sequer marcava, tendo acumulado três jogos de seca. Assim, após a contratação do comandante, o Cuiabá já marcou três gols, em dois jogos.

“Em todos os jogos precisamos ter um equilíbrio muito grande. Ninguém quer tomar gol, mas ao mesmo tempo precisamos ganhar o jogo. Por isso, eu penso sempre ofensivamente, penso sempre no ataque. Mas costumo dizer para os nossos atletas: “ataca marcando”. Com uma atenção específica na parte defensiva porque não podemos deixar o meia-atacante e o atacante desmarcado, senão vamos tomar contra-ataque”.

Jorginho não terá Pepê à disposição

Por fim, Jorginho não deixou claro quem substituirá Pepê, que foi expulso diante do Ceará, no último domingo (11). Dessa maneira, o atleta será baixa importante para o time, já que possui números expressivos na competição. Em suma, o volante já soma 38 desarmes no Brasileirão, sendo disparado o melhor do Cuiabá neste quesito, e já deu uma assistência.

Além disso, Pepê é o jogador que mais toca na bola, com exceção dos zagueiros, sendo essencial na construção do Cuiabá. Assim, com o desfalque certo do atleta, Rafael Gava deve aparecer no time titular, já que entre os disponíveis, ele é o jogador mais ofensivo.

Dessa maneira, o Cuiabá enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá, às 11h (horário de Brasília), no próximo domingo (18), pela 12ª rodada do Brasileirão.

Foto Destaque: Divulgação/AssCom Dourado

Gerson Nichollas
A escolha do jornalismo veio para unir minha paixão por escrever e também o amor que tenho pelos esportes, principalmente o futebol. Por isso, tenho um blog chamado "Segue la Pelota" para falar sobre esta modalidade. Por outro lado, sou uma pessoa muito comunicativa e acredito que com a minha espontaneidade vou chegar longe na profissão, tendo como maior objetivo trabalhar em frente às câmeras.

Deixe uma resposta