Jô

Antes de mais nada, o Corinthians recebe o Santos, neste domingo (21), em partida válida pela 34ª rodada do Brasileirão Série A 2021. A saber, às 16h (horário de Brasília), na Neo Química Arena. Com isso, o centroavante, em entrevista coletiva, falou sobre o nível do Campeonato Brasileiro.

“Brasileirão é muito difícil, não sei quantos disputei, mas todos foram complicados. Ao jogar fora você sempre encontra times bons. Nosso trabalho vem sendo bem feito, Sylvinho tem uma filosofia de trabalho muito boa. Uma série de coisas aconteceram no campeonato, com a chegada de jogadores, lesões, cartões, não é fácil ter uma sequência boa. Hoje podemos brigar pelo G4, por uma por vaga em Libertadores, é a prova da nossa superação. Jogar contra o Atlético-MG fora, se não defender bem é surpreendido. Contra o Flamengo, independente de quem entrou, é difícil. Temos nossas qualidades e virtudes, temos que fazer ajustes, mas é parte de um processo de equipe. Temos que melhorar sempre, mas temos também chance clara de brigar pelo G4 e vamos seguir focados”, disse .

Logo depois, após críticas por parte da torcida e imprensa, o camisa 77 afirmou estar ciente das cobranças.

 “Eu particularmente recebo as críticas numa boa, tenho uma história no clube, tenho minhas qualidades e características, sei que vou ser cobrado, não tem para onde correr. Fico feliz, pois sabem da minha capacidade. Discordo de desrespeito em redes sociais ou nas ruas, isso ninguém vai concordar. A cobrança é natural ter dentro do Corinthians, mas ser atacado, a família, a esposa, os filhos, isso não é legal. É uma minoria que faz isso e tem que ter consciência, somos profissionais e seres humanos. Temos que dar atenção a quem nos apoia. É uma maravilha ter a Fiel no estádio nos ajudando, nosso desempenho subiu”, ressaltou o atacante.

JÔ SOBRE POSSÍVEL CONCORRENTE NA VAGA

Por fim, o Timão tem apenas o jogador de centroavante no elenco, assim, na próxima temporada deverá procurar um novo 9 para elenco. Contudo, o jogador ressaltou que será bem-vindo para fortalecer o clube paulista.

“Normal, vejo com naturalidade. O Corinthians é um clube grande. Quem vier, vem para ajudar. Vou seguir trabalhando igual, vou ajudar. O único beneficiado com tudo isso será o Corinthians”, completou o camisa 77.

Foto destaque: Divulgação/Rodrigo Coca/Ag. Corintians

Juan Camilo
Meu nome é Juan Pablo, tenho 19 anos e estudo Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi (UAM). O jornalismo é um privilégio de estar nessa área incrível. Amo futebol, basquete, jogos antigos. Meu objetivo é conseguir ser um dos melhores jornalistas e ser correspondente esportivo.
https://linktr.ee/juanpablocamilo