Jô

Antes de mais nada, o Corinthians recebe o Santos, neste domingo (21), em partida válida da 34ª rodada do Brasileirão Série A 2021. A saber, às 16h (horário de Brasília), na Neo Química Arena. Dessa maneira, o centroavante Jô disse que quer disputar uma Libertadores pela equipe Alvinegra, pois já conquistou pelo Atlético-MG, em 2013.

 “É um torneio que todo jogador busca jogar. Eu atuei pelo Galo e tive a felicidade de ser campeão, mas pelo meu clube de coração nunca tive a oportunidade de jogar. Fui campeão brasileiro em 2005, em 2006 estava na Rússia e não joguei a Libertadores. E, em 2017, fomos campeões e saí em 2018. Espero primeiro concluir nosso objetivo, essa vaga direta. Ela está próxima, nós construímos isso, por isso a cobrança (da torcida). Nós nos colocamos neste patamar graças a um bom trabalho. A ansiedade é grande, então vamos em busca para eu poder jogar uma Libertadores pelo Corinthians”, disse .

Além disso, o centroavante está melhor nessa reta final do nacional, assim, explicou que o técnico Sylvinho contribuiu na evolução.

 “Foi uma mudança um pouco na maneira de jogar. Joguei a vida toda de um jeito, sempre fui um centroavante mais móvel, mas a idade chega, você tem de procurar ajudar de outras maneiras. Acredito que o Sylvinho esteja feliz, os números ainda são bons, claro que me cobro para melhorar. Hoje já não sou tão móvel como antes e ajudo muito na maneira como tenho jogado. Requer tempo, tem sido desafiador, me cobro muito, tenho tentado melhorar a cada dia, a melhorar minha velocidade, agilidade, mas estou feliz. Vou procurar melhorar mais para ajudar o Corinthians”, explicou o atacante

JÔ E GRATIDÃO POR FÁBIO CARILLE

Por fim, o camisa 77 vai reencontrar o ex-técnico do Corinthians Fábio Carille, pois foi campeão do Brasileirão 2017 e do tricampeonato Paulista (2017,2018 e 2019). Assim, Jô fez parte das conquistas e sendo protagonista dos títulos de 2017.

 “Será um prazer reencontrar o professor Fábio Carille, que me ajudou muito no clube na chegada em 2016 e, também, em 2017. Vou dar um abraço apertado nele, gratidão a gente sempre tem que ter, pela confiança que ele depositou em mim naquela circunstância. Aquele ano foi um dos melhores da minha carreira”, concluiu.

Foto destaque: Divulgação/Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Juan Camilo
Meu nome é Juan Pablo, tenho 19 anos e estudo Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi (UAM). O jornalismo é um privilégio de estar nessa área incrível. Amo futebol, basquete, jogos antigos. Meu objetivo é conseguir ser um dos melhores jornalistas e ser correspondente esportivo.
https://linktr.ee/juanpablocamilo

Deixe um comentário