Jean Pyerre: antes tarde do que nunca

- O jogador é a solução para o Grêmio jogar mais
Jean Pyerre volta aos gramados

Depois de muitos dias sem escrever, por causa de problemas técnicos. Hoje volto e para, mais uma vez, falar sobre nosso Tricolor Gaúcho aqui na coluna Rasgando o Verbo. Mas, não irei falar da arbitragem que muito polêmica na partida contra o São Paulo, e sim da volta de Jean Pyerre ao time.

O QUE ACONTECEU COM ELE?

O último jogo disputado por Jean Pyerre foi contra o Sport, na vitória do time de Recife por 2 x 1, pois durante o aquecimento para o jogo contra o Atlético Goianiense, o atleta sentiu a coxa direita. Depois disso, ficou em recuperação, sem o clube dar nenhuma explicação sobre a situação dele. Quando encerrou o processo de recuperação da lesão, contraiu a Covid-19 e ficou mais 15 dias sem jogar, assim totalizando 44 dias sem atuar em jogos oficiais pelo clube gaúcho.

A VOLTA

Após estar no banco de reserva e disponível para atuar contra o Botafogo, quando o Grêmio venceu por 3 x 1, mas não entrou, por causa da expulsão de Diego Souza. Mas, aos 31 minutos do segundo tempo, o técnico Renato Portaluppi colocou Jean no jogo.

PORQUE JEAN PYERRE É A SOLUÇÃO?

TRANSIÇÃO MEIO-ATAQUE

O Grêmio vem tendo muitas dificuldades para fazer essa transição, a solução sempre mais produtiva era o lançamento para o campo de ataque buscando algum dos pontas. Com o Jean em campo, o time gaúcho começa a colocar mais a bola no chão e consegue fazer a transição. Tanto com o Jean driblando no meio campo, tanto com ele achando um passe genial para levar o time para o ataque.

RETENÇÃO DA BOLA NO ATAQUE

Além de facilitar essa ligação do meio-defesa-ataque, ele também faz o Grêmio ter a retenção da bola no ataque. Com isso, não fazendo o time precisar fazer tantos recuos para o campo de defesa para recomeçar todo o jogo.

CHUTE COLOCADO DE FORA DA ÁREA

Com Jean em campo, o Grêmio ganha também mais um jogador com a característica de finalização, além do Lucas Silva, mas ao contrário do Lucas que tem um chute mais potente, o Jean Pyerre busca uma finalização mais colocada.

LANÇAMENTO E BOLAS ENFIADAS

Além de tudo isso citado, o Jean Pyerre a qualquer momento, pode achar um passe mágico para algum jogador do Grêmio para deixa-lo Pifado, tanto para fazer o gol, quanto para um cruzamento ou até construir em condições para construir melhor uma jogada.

MAIS QUALIDADE

E por fim, o resumo de tudo e o ponto principal. O Jean Pyerre tem mais qualidade e mais amostragem na função, do que os jogadores que a tentaram fazer enquanto ele estava fora.

Foto destaque: Pedro H. Tesch / AGIF

Augusto Martins

Sobre Augusto Martins

Augusto Martins já escreveu 12 posts nesse site..

Escolhi o jornalismo por eu desde de cedo gostar de informar as pessoas sobre o que acontece no mundo esportivo.

BetWarrior


Poliesportiva


Augusto Martins
Augusto Martins
Escolhi o jornalismo por eu desde de cedo gostar de informar as pessoas sobre o que acontece no mundo esportivo.

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    Topo